Posts in category

ESSE EU TIVE EM VINIL

Digressões de um apaixonado por música

PLAYED (The Bodines, 1987)

Read More

UNKNOWN PLEASURES (Joy Division, 1979)

Read More

MERCENÁRIAS – Cadê as Armas

Read More

Foto da banda The Bodines, para texto do álbum "Played"

Quem nos acompanha sabe que nem todos os discos comentados aqui nessa coluna possuem a mesma força ou carga emocional ou uma historinha curiosa/interessante. Embora, olhando em retrospecto, a maioria dos que aqui já foram comentados possuíam. Essa explicação não foi com o objetivo de desmerecer ou diminuir a história do vinil do quarteto britânico …

0 72
Foto Joy Division para coluna Esse Eu Tive em Vinil

CERCA DE 30 ANOS ATRÁS… CENA 1 (Cabaret Voltaire, loja de discos que costumava frequentar) – Eu e alguns amigos ouvindo som e conversando. CENA 2 – Chega um outro amigo e frequentador assíduo da loja e diz: – Vocês já viram uma loja nova que inaugurou num prédio aqui perto? O nome é Muzak. Tem umas coisas …

1 127
mercenárias-banda

“Cadê as Armas é um verdadeiro ‘chute no olho’ e um dos melhores álbuns do rock brasileiro” Se essa seção seguisse uma ordem cronológica na sequência de aquisição dos meus vinis, “Cadê as Armas” seria o primeiro disco resenhado. Mas os caminhos que trilhamos aqui são “erráticos”, no sentido de não haver uma cronologia, seguindo …

2 255

“De volta aos anos 90 e às tardes melancólicas na ‘casa do amor’” Muitos dos vinis que ouvia na dobradinha fim dos 80/início dos 90 tinha estampado o selo Stiletto, que chegava a ser um sinônimo de música de boa qualidade, boa bandas e álbuns que nenhum outro selo tinha peito para despejar no mercado …

0 192

“O punk rock por um outro prisma” Quando ouvi esse disco do Dead Kennedys pela primeira vez o que pensei de pronto foi: há muito mais do que três acordes na música desses caras, as letras e atitudes conectam com o “do it yourself”, mas esses caras incorporam de forma surpreendente uma série de outras …

0 409

Ao longo da vida passamos pelas mais variadas situações, adquirimos traumas, acumulamos experiências, e tentamos tirar um aprendizado de tudo isso para que possamos evoluir como pessoa, ou nos tornarmos melhor, ou nos conhecermos melhor. Olhar para dentro de si pode trazer à tona uma série de sentimentos e pensamentos que nem todos estão dispostos …

0 148

“Quanto mais barulhento melhor” As guitarras barulhentas do Sonic Youth, JAMC e MBV já haviam preparado meus tímpanos adequadamente para todo e qualquer tipo de barulho que viesse a seguir, então o “encontro” com a banda de Leeds aconteceu de forma tranquila, gerando paixão à primeira vista, mesmo tendo seu cartão de visita o nome …

0 61

“A vida e sua montanha russa de sentimentos” Até aqui tenho comentado sobre discos que foram uma espécie de pilar na minha formação musical, muitos deles reconhecidamente influentes na vida de muitas outras pessoas e na história da música. Mas nem só de standards era feita minha pequena discografia. Entre eles, lá estavam diversos álbuns …

0 101

“Canções oníricas para embalar momentos diversos” Nos idos de 1989, apesar de muito falados por aqui através da revista Bizz, pouco ou nada chegava até a nós dos escoceses do Cocteau Twins. Uma entrevista e uma matéria publicada pela revista nos tentavam a ir à busca de algo da banda urgentemente. Precisava conhecê-los. Como a …

0 447
Foto da banda New Order para resenha do álbum "Technique"

“Fina aura melancólica perpassa Technique, o ápice na carreira do New Order” Saber que eram remanescentes do Joy Division e que faziam música com elementos de eletrônica era o suficiente para que tivesse antipatia ao New Order. Não queria saber de sua música, nunca havia escutado mas não gostava. Não poderia jamais gostar de uma …

1 449