Assustados Titãs lançam ‘Olho Furta-Cor’ e ficam cada vez menores


Foto dos Titãs para texto de Olho Furta-Cor
Foto | Zanone Fraissat (Folhapress)

Furta-cor, o adjetivo usado no título do novo álbum do Titãs – o décimo sétimo de sua carreira -, se refere a uma cor que muda de tonalidade de acordo com a luz que recebe. Olho Furta-Cor (Midas Music) é o título do novo álbum e uma frase que aparece na canção “São Paulo 3”, terceira faixa do álbum, na voz do tecladista Sergio Britto: “A luz da lua lampadófora / Que pinga no olho furta-cor”.

Olho Furta-Cor foi lançado oficialmente hoje em todas as plataformas digitais e traz 14 novas canções do trio que um dia foi um octeto: Branco Mello, Sergio Brito e Tony Bellotto, acompanhados de Beto Lee (guitarra) e Mario Fabre (bateria). O disco foi produzido por Rick Bonadio e Sergio Fouad, no Midas Estúdio, de propriedade de Bonadio, e os Titãs lançou apenas um single antes do álbum, “Caos”, de autoria de Rita Lee e Roberto de Carvalho, com letra que se pretende crítica, mas que oscila entre o anarquismo e o o hippie(ismo): “Si hay gobierno soy contra”, num momento em que o país precisa de um governo que olhe para as pessoas que mais precisam.

Com quarenta anos de carreira, e reduzidos a um trio, não é de hoje que a banda já não tem a mesma potência musical dos tempos áureos da segunda metade da década de 80 e início dos anos 90. E ainda que em entrevista os músicos da banda se digam assustados com o momento atual do país, música e letras do novo trabalho não se conectam com essa sensação. Tirando uma ou outra frase de revolta sobre a situação, no geral, Olho Furta-Cor mostra facetas musicais diversas mas de uma tonalidade opaca independente de quanta luz seja lançada sobre essas canções.

+++ Leia a coluna Discos & Capas com ‘Nheengatu’, dos Titãs

Daí surge uma comparação inevitável com uma outra banda nacional, só que esta batalhando na cena alternativa nacional há algumas décadas, o Wry. Pois se o momento do país é assustador, Noites Infinitas (2020) um dos trabalhos nacionais (falando especificamente do Rock) que melhor radiografa a situação do país, com letras certeiras e instrumental sempre interessante, vá lá e ouça “Morreu a Esperança”. Se estão assustados porém esperançosos, a opção dos Titãs, em termos de músicas, é a do afastamento, com isso ficam menores ainda com esse novo disco.


Capa de Olho Furta-Cor, do Titãs

GÊNERO: Pop-Rock, Rock
DATA DE LANÇAMENTO: 02/09/2022
GRAVADORA: Midas Music
FAIXAS: 1. Apocalipse Só, 2. Caos, 3. São Paulo 3, 4. Como é Bom Ser Simples, 5. Raul, 6. Um Mundo, 7. Há de Ser Assim, 8. Papai e Mamãe, 9. Eu Sou o Mal, 10. Por Galletas ; 11. O Melhor Amigo do Cão; 12. Preciso Falar; 13. Miss Brasil 200 Anos; 14. São Paulo 1
TEMPO TOTAL: 39:43
DESTAQUE(S): “Apocalipse Só”
SITE OFICIAL

 

 

 


Previous A bela surpresa Neo-Psicodélica do quarteto Plasticland
Next LANÇAMENTOS DA SEMANA: Suede, Trentemøller, Aerofall, The Orielles & mais

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *