MUDHONEY – Digital Garbage (2018)

Read More

THE CURE – Disintegration (1989)

Read More

MERCENÁRIAS – Cadê as Armas

Read More

As expectativas em relação ao trabalho solo de um vocalista emblemático são conhecidas: se vai soar como sua antiga banda ou se mudou radicalmente. É sempre assim. Para o artista a tarefa é árdua: manter o padrão de qualidade da antiga banda e, além disso, não soar como, nem todos conseguem essa proeza. Sumner já …

0 39

DISCOGRAFIA COMENTADA: THE POLICE (PARTE 3) O sucesso obtido após o lançamento de “Regatta De Blanc” levou o trio britânico a fazer uma extensa turnê que incluía países incomuns como Índia, Egito e Tailândia, a influência direta dessas viagens pode ser sentida em “Zenyatta Mondatta”, especialmente na instrumental “Behind My Camel”, que arrebatou o Grammy …

0 30

Lá se vão dois anos desde que os britânicos do The Horrors apresentaram seu rock de garagem sujo e com toques de psychobilly e punk-rock em “Strange House”. Em Primary Colours a banda já começa surpreendendo com uma falsa introdução com toques eletrônicos em “Mirror’s Image”, para logo se transformar numa canção de sonoridade disforme, …

0 37

Depois de uma passagem pelo oriente, o cinema de terror parece ter encontrado seu lugar na Europa. Da Espanha veio o apavorante REC, que teve uma refilmagem “made in USA” e que terá uma continuação ainda esse ano; da França tivemos Haute Tension (Alta Tensão), e a França também contribuiu com Frontière(s) (A Fronteira), A …

0 458

DISCOGRAFIA COMENTADA: THE POLICE (PARTE 1) Em 1976, após um encontro num clube de jazz, Stuart Copeland (bateria), Gordon Sumner AKA Sting (baixo e voz) e Henry Padovani (guitarra) resolvem formar o The Police. Dois meses após já faziam seu primeiro show. Com essa formação inicial, gravaram em 1977 o single “Fall Out”/”Nothing Achieving”. Ainda …

0 79

“Como sonhar acordado” A afirmação de se sentir “embrulhado” pela música pode ter uma conotação dúbia, melhor seria dizer sugado para dentro das atmosferas ou hipnotizado pelos climas atraentes de “Devotion”. A voz aveludada que parece cantar numa imensa igreja barroca, é a indução à hipnose. Junto com as bases serenas, repetitivas e sem sobressaltos, …

0 37

Ainda ouviremos falar bastante desse quarteto de Leeds, ou não? Sediados na Domino Records, mesma gravadora do Franz Ferdinand, bem não lançaram seu primeiro álbum, o surpreendente “Limbo Panto” (esse da capa acima) e já começam a preparar o sucessor. Seu début não é lá um álbum muito fácil e pra ser ouvido a toda …

0 27

“Novo álbum de Nick Cave com os Bad Seeds está mais próximo do seu trabalho com o Grinderman” O que já se imaginava aconteceu, a sombra do Grinderman, o projeto de rock de garagem de Nick com outros três membros dos Bad Seeds, paira inexoravelmente sobre o novo álbum do cantor australiano com a sua …

0 25

“Mercury Rev mantém a regularidade em Snowflake Midnight” A maior diferença entre esse novo álbum do Mercury Rev e seus antecessores é o uso recorrente de elementos eletrônicos nos arranjos: batidas e synths, e as doses maciças de camadas de teclados. Tirando isso, encontraremos em “Snowflake Midnight” aquele mesmo Mercury Rev de “Deserter’s Songs” (1998) …

0 24

“Diversificado mas não suficiente para sair do mais-do-mesmo” Com ‘Plans’ (2005) o Death Cab For Cutie marcou sua saída da pequena gravadora Barsuk para os braços da poderosa Atlantic. Resultado? Álbum nas paradas, disco de platina e indicação para o Grammy. Por causa da chancela (poder de fogo) da gravadora ou pelas qualidades do álbum? …

0 24