GUACAMELEE! 2 (2018)



“Guacamelee! 2 continua o sucesso do primeiro jogo ao trazer desafio, diversão e ótima jogabilidade em equilíbrio do início ao fim.”

Muitos são os jogos que seguiram a tendência Metroidvania. Mas são poucos os que ganharam fama e que trouxeram ideias e motivos para prender o jogador e fazê-lo obter 100% e alcançar o 100% em todos os mapas (sim, por que a graça do gênero é realmente explorar tudo e vasculhar cada canto). A empresa canadense (de Toronto) DrinkBox Studios pensou muito e em 2013 trouxe a luz do dia o jogo Guacamelee!

Baseado na temática do folclore e costumes do México, o jogo vinha focado em fazer o jogador passar por cenários usando a cabeça e dedos bem ágeis para chegar a outras plataformas, além de enfrentar arenas de lutas para seguir adiante. O jogo é ideal para o jogador persistente que persiste em seguir adiante, porém nunca é desanimador por conta de uma boa mecânica de combate e plataforma. Com uma dificuldade bem balanceada, a intenção é fazer aprimorar nossas habilidades, melhorar nossa performance e depois se regozijar a cada cenário avançado.

O segundo jogo não chega com muitas e exageradas mudanças, de uma forma geral. O gráfico continua com cores bem vivas, a mesma paleta que dava vida aos gráficos do jogo que chamou tanta a atenção assim em 2013. Alguns obstáculos novos surgem a exemplo das ‘ondas’ que alteram a física do cenário e agora 4 jogadores são permitidos para lutarem juntos. Os golpes de Juan Aguacate (o mesmo personagem do primeiro jogo) continuam sendo o charme não apenas para gerar combos poderosos, bem como para atravessar lugares que antes não pareciam ser acessíveis.

A maior novidade mesmo ficou por conta da valorização da jogatina com Juan e sua forma de galinha. Jogar com o galináceo rende bons e divertidos momentos com séries de golpes espetaculares. Essa transformação de Juan para o animal ganha muita importância na sequência e algumas arenas só serão vencidas com essa estratégia, isso também vale para alcançar algumas plataformas longínquas.

Juan que agora está casado com Lupita e tem seus filhos, porém precisa sair numa nova aventura para deter um outro lutador, Salvador, que está na busca de algumas relíquias que lhe darão a receita do Guacamole sagrado. As várias linhas do tempo são alteradas (que o próprio jogo chama de ‘Mexiverso’) e Juan precisa reverter essa situação. Apesar de o jogo não trabalhar isso tão bem na história da trama, é interessante trocar de dimensões para alterar passagens e mecanismos para o avanço nos templos e cidades.

O ponto forte para muitos jogadores no primeiro jogo era coletar as orbes, isso para ter um outro final secreto e, assim, completar todo o mundo com 100%. Aqui não é diferente. Você precisa coletar 5 peças de uma chave para abrir uma porta que levará para um labirinto cheio de armadilhas e lugares apertados. Essa tarefa com certeza pode assustar muitos jogadores, mas com persistência e vontade aprimorar os movimentos, o resultado chega.

Por sorte também, a empresa trabalhou em checkpoints a cada cenário e sem muito distanciamento, pois morrer será bem frequente. Pulos calculados, mudança de dimensão, usar o inimigo contra o próprio inimigo, fazer sequência correta das habilidades são necessários para se chegar até os chefes (e quem conhece tudo desde o jogo de 2013 sabe bem disso).

O humor está em alta no jogo. Os personagens secundários (o mentor Uay Chivo que se transforma em bode e briga com seu próprio eu de outra linha temporal), alguns diálogos cínicos, as referências/paródias a outros jogos como Street Fighter, RPG’s de turno (uma das missões secundárias do jogo consiste em participar de uma espécie de RPG para encontrar baús) e nem o Pac-Man fica ileso. A trilha sonora, claro, representa bem a latinidade do México e não faltou o legítimo e bem conhecido som dos Mariachi.

Guacamelee! 2 é tudo aquilo que uma sequência deve ser: manter a qualidade do primeiro jogo e nem precisa mudar o bastante. O jogo da DrinkBox Studios traz diversão a todo instante e, mesmo desafiante, sobretudo nos últimos mapas, nunca é frustrante. Isso porquê a mecânica que funciona corretamente e a evolução do personagem deixam o jogador motivado para seguir adiante. Para um dos melhores jogos estilo Metroidvania da atualidade, nada mais justo.

NOTA: 9,0


::NOTA DOS REDATORES:
Eduardo Juliano:
Isaac Lima:
Luciano Ferreira:

MÉDIA: 9,0


::LEIA TAMBÉM:
CANDLEMAN (2018)
UNRAVEL E A IMORTALIDADE DOS JOGOS DE PLATAFORMA


::FICHA TÉCNICA:
Desenvolvedora: Drinkbox Studios
Publicado por: Drinkbox Studios
Gêneros: Plataforma, Metroidvania
Duração: 15 a 25 horas apenas no jogo base
Classificação: 10 anos
Preço: R$61,50 na PSN (durante costuma ficar em promoção com 70% de desconto)
Plataforma: PS4 (versão testada), Xbox One, Nintendo Switch, PC
Lançamento: 21 de Agosto/2018 (PC e PS4), 10 de Dezembro/2018 (Switch) e 18 de Janeiro/2019 (Xbox One)
Mais Informações: Guacamelee! 2


::Assista ao trailer do jogo:

Anteriores MIDSOMMAR: O MAL NÃO ESPERA A NOITE (Midsommar, 2019)
Próximo ANGEL OLSEN – ALL MIRRORS (2019)