PSYCHIC MARKERS | S/T


Psychic Markers, foto da banda

“Psychic Markers faz da cena eletrônica um lugar para abraçar vários gêneros e tentar alguns experimentos”

Psychic Markers é uma banda inglesa que agora chega ao seu terceiro trabalho. Os álbuns anteriores foram Scrapbook .1 (2014) e Hardly Strangers (2018). Apesar de pouco tempo em atividade, o quinteto é bem experiente e inquieto, inclusive com alguns integrantes que participam em outros projetos/grupos. Por exemplo, o vocalista Steven Dove também faz parte do Grass House, Leon Dufficy toca guitarra no My Sad Captains e Luke Jarvis já colaborou com suas linhas de baixo para discos da dupla Still Corners.

O álbum homônimo parece apontar para um som Darkwave, ao menos é o que sugere a abertura “Where Is The Prize”. Mas é a partir de “Silence The Room” que as características do álbum tomam forma e começam a realmente surgir. Influências de variados gêneros que vão se complementando, do Krautrock (“Sacred Geometry”) passando pelo Synth-Pop 80’s (“Irrational Idol Thinking”), a voz peculiar de Steven Dove passeando por sintetizadores ditando as regras e uma prioridade para climas mais dançantes (“Clouds”).

Por vezes uma dose extra de Psicodelia não vai mal, como na viajante faixa “Enveloping Cycles”; e a guitarra também merece um destaque, exemplo de “Pulse”, que ganha um contorno bem Rock. “Juno Dreams” e “Baby It’s Time” desligam as batidas, incentivam a sonoridade acústicas e procuram mostrar um lado mais melancólico da banda, o que acabam conseguindo sem destoar tanto da proposta do álbum.

NOTA: 6.8

::: PSYCHIC MARKERS NA REDE: Bandcamp | Facebook | Spotify | Instagram | Twitter :::


NOTA DOS REDATORES:
Eduardo Juliano:
Isaac Lima:
Luciano Ferreira:
Marcello Almeida:

MÉDIA: 6.8


LEIA TAMBÉM:

RESENHA: AUSTRA | Hirudin
RESENHA: PET SHOP BOYS | Hotspot


Psychic Markers, capa do álbum

::FAIXAS:
01. Where Is The Prize
02. Silence In The Room
04. Pulse
03. Envelope Cycling
05. Sacred Geometry
06. A Mind Full And Smiling
07. Irrational Idol Thinking
08. Juno Dreams
09. Clouds
10. Baby It’s Time

 


:: Ouça o álbum:


:: Assista ao videoclipe de “Silence in the Room”

Anteriores SHOEGAZER ALIVE #11 | Ride, Slowdive, Curve, Swervedriver & The Suncharms
Próximo DOIS IRMÃOS | Onward (2020)

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *