THE FALL – New Facts Emerge (2017)


“Mark Smith continua em forma com sua fórmula infalível”

Mark E. Smith, o nome por detrás do The Fall, fundador/líder/vocalista e único membro constante da banda, de uma inquietude ímpar e muitas ideias interessantes. Criada em 1976, um ano antes do emblemático “77 punk”, o The Fall surgiu com uma proposta pós-punk punk alternativa, que no decorrer da carreira, moldou um sonoridade própria onde nota-se claramente influências do rockabilly e/ou psychobilly, adicionada uma boa dose de experimentalismo.

A voz inconfundível de Mark Smith, com seu timbre meio anasalado (tem-se muitas vezes a impressão que Mark utiliza um megafone), com vocais falados variando entre a debilidade e a embriaguez, passando pela insanidade, mas contundentes, junto a um instrumental onde as guitarras pulsantes estão sempre em evidência, tornaram-se marca registrada do grupo.

“O The Fall se encontra no panteão de bandas/artistas prolíficas, com uma longa carreira e discografia, vide Vini Reilly, The Rolling Stones e o saudoso gênio David Bowie”

A banda nunca teve um sucesso à altura de sua importância e um grande alcance de público, mas pelo menos reconhecido pela crítica, sendo seus maiores êxitos os álbuns “The Infotainment Scan” de 1993 (9º lugar na parada principal do Reino Unido), “Grotesque” de 1980 e “Perverted By Language” de 1983 (1º lugar na parada independente do Reino Unido). “Bend Sinister” (1986) e “The Frenz Experiment” (1988) provavelmente sejam seus trabalhos mais conhecidos aqui no país, devido seu lançamento em vinil pelo selo Stilleto – o primeiro contém o “famoso” cover de “Mr. Pharmacist” do The Other Half (1966). Nota-se que foi uma clara influência de Mark, principalmente na sua forma de cantar.

“New Facts Emerge” mantém a pegada e boa qualidade musical dos seus três antecessores, já que em “Your Future Our Clutter” (2010) a banda mostrou-se mais moderada. A abertura do álbum começa pra valer a partir da segunda faixa, “Fol De Rol”, com suas guitarras alucinantes e uma marcação pulsante da bateria. “Brillo De Facto” e “New Facts Emerge” seguem no mesmo pique. A épica (aproximadamente 9 minutos) e fantasmagórica “Couples Vs Jobless Mid 30s” é uma louca viagem que descamba para um delicioso psychobilly. Destaque ainda para a vibrante “Second House Now” e “Groundsboy” – um rockabilly de “responsa”.

Vida longa para Mark Smith, com exatos 60 anos, e que sua “queda” continue para o alto!

NOTA: 7,0

:: FAIXAS:
01 Segue (intro)
02 Fol De Rol
03 Brillo De Facto
04 Victoria Train Station Massacre
05 New Facts Emerge
06 Couples Vs Jobless Mid 30s
07 Second House Now
08 O! Zztrrk Man
09 Gibbus Gibson
10 Groundsboy
11 Nine Out Of Ten

:: Ouça abaixo “Gibbus Gibson”:

Anteriores Ouça 'I Wanna Be Adored' na versão do The Raveonettes
Próximo Ouça 'There's a Light That Never Goes Out' por The Daysleepers

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado.