GOLDEN FABLE – Alchemy (Full Of Joy Records, 2019)


Foto da banda Golde Fable para resenha do álbum "Alchemy" (2019)

“Compêndio de fábulas douradas em forma de canções fundindo orquestra e dream-pop”

Muitas bandas tentam, porém são poucas que conseguem unir o sinfônico e o orquestrado dentro de um formato mais indie-rock chegando a um trabalho que seja o mais perfeito possível ou com o mínimo de erros. Golden Fable é uma dessas bandas. Desde 2010 em atividade, o début Star Map (2012) denunciava a criatividade e capacidade da banda, junto a uma paixão em fazer música. A voz de Rebecca Joy, com forte influência de grandes cantoras como Liz Fraser (Cocteau Twins), Kate Bush e Tori Amos, chamou a atenção dos ouvintes logo no início, embora o Golden Fable apresente um leque de atrativos combinados que fazem companhia precisa à voz da cantora: melodias, equilíbrio entre o eletrônico e acústico, arranjos, cuidado com as letras, o fator de dar replay no álbum.

A mesma qualidade chega sete anos depois. A banda não provocou tanto estardalhaço pela internet, mas quem ouviu os trabalhos anteriores, esperava algo novo. Alchemy chegou de surpresa. Viraram um trio, a experiência pesou bastante e os arranjos estão muito mais complexos, cada vez mais o grupo elabora uma sonoridade onde o Dream-Pop atinge proporções épicas, mesclando não só os elementos tradicionais, como também uma sinfonia que engloba harpas, cellos, violinos e clarinetas. A voz de Rebecca chama pelo etéreo, por algo mais clássico, é onde o trio sabe explorar essa possibilidade. Em muitas faixas, apenas a voz da cantora, como que regida por um maestro, faz a figuração (“Hibernate”). Entretanto fique tranquilo que o Dream-Pop se junta sem cerimônia na sonoridade do trio com direito a guitarras marcantes e melodias infalíveis (“Tripwires”).

NOTA: 9,0


NOTA DOS REDATORES:
Eduardo Juliano:
Isaac Lima:
Luciano Ferreira:

MÉDIA: 9,0


:: LEIA TAMBÉM:
THE SOFT CAVALRY – THE SOFT CAVALRY (BELLA UNION, 2019)
HATCHIE – KEEPSAKE (DOUBLE DOUBLE WHAMMY, 2019)


:: FAIXAS:
01. Tripwires
02. Hold True
03. Finery
04. New Dawn
05. My Sanctuary
06. Clarity of Thought
07. Enemy Lines
08. Hibernate
09. The Wolves
10. Free For All
11. Atlas
12. Trust


:: Mais Informações: Facebook/Site oficial


:: Assista ao vídeo de ‘Finery’:

Anteriores 7 PRODUÇÕES DE STEVEN SPIELBERG
Próximo EPIC45 - Sun Memory (Wayside & Woodland, 2019)

1 COMENTÁRIO

  1. Avatar
    01/08/2019

    Um álbum nota 9,0 em 2019 é indicativo e tanto. Preciso muito ouvir esse!

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *