SHOEGAZER WORLD #12 | Ozzga/Polar Lows, Sonhos Tomam Conta, Royal Arch, Whale Done! & Shallows


Foto para a coluna Shoegazer World #11

Bandas filipinas lançam ótimo split

Como já foi destacado na coluna passada, muitas bandas de Shoegaze apostam no formato EP para lançarem suas músicas. Uma variação utilizada com freqüência é o split, em que duas ou mais bandas compartilham suas músicas em um mesmo trabalho. Ótimo exemplo é o split das bandas Ozzga e Polar Lows, de Manilla, Filipinas, no sudoeste asiático, que possui uma coesão sonora impressionante. Lançado em 02 de fevereiro, o EP contém duas músicas de cada. O Ozzga tem mais peso nas guitarras e o Polar Lows é um pouco mais suave; pode-se dizer que o primeiro está mais para Slowdive e o segundo para Lush.

Sim! A safra 2022 de trabalhos Made in Brazil orientados para o Shoegaze e o Dreampop é excelente! Em 04 de fevereiro mais uma obra-prima veio ao mundo via Bandcamp: o EP Insolação, do Sonhos Tomam Conta, projeto da guitarrista Lou Viana, baseada em São Paulo. O mix de elementos de Shoegaze, Dreampop, Post-Rock e Blackgaze é muito bem elaborado e os vocais mantém uma linearidade, sejam as letras mais amargas ou mais alegres. Três músicas deste EP devem estar presentes no próximo álbum do projeto, Maladaptive Daydreaming, ainda sem data para ser lançado.

Uma boa novidade para os caçadores de bons e ruidosos sons no universo Bandcamp é o novo direcionamento do netlabel Jigsaw Records para o Shoegaze, já que até agora seu foco era Indiepop e Powerpop. O primeiro lançamento do estilo é do quinteto grego Royal Arch, o EP La Nuit, com data de lançamento marcada para 18 de fevereiro. Baseada em Atenas, a banda faz um Shoegaze leve, upbeat, com o característico wall of sound do gênero, mixado pouco abaixo dos vocais.

Taiwan não tem uma produção regular de bandas Shoegaze, mas quando surge um grupo de lá, sempre tem altíssima qualidade. Como o Whale Done!, que faz um Shoegaze sofisticado, com vocais femininos alegres e viradas de bateria que remetem aos primórdios do My Bloody Valentine. Lost in Translation, lançado em 1º de fevereiro, é o segundo EP da banda. O anterior, Evanescent Film B-Side, é de 2020, igualmente brilhante.

Novo single do Shallows, July, já está à disposição no Bandcamp desde 09 de fevereiro. É uma canção alegre, com arranjos pouco ruidosos e ênfase no ritmo. Destoa um pouco dos trabalhos anteriores da banda canadense, mais melancólicos e de arranjos mais guitarreiros – às vezes de tonalidades psicodélicas. Mesmo assim, uma grande canção.

Anteriores Duo Erasers lança "Constant Connection" e anuncia álbum
Próximo Adaptação do livro, 'Através da Minha Janela' é raso e esquecível

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *