Adorável Clichê, Early Morning Sky, Homeminvisível


A seção Parabólica de hoje vem com dois EP’s e um álbum onde a tônica são as distorções guitarrísticas, indo do pós-punk ao dreampop e do noise-rock ao shoegaze. São três bandas relativamente novas que seguem apostando no rock em seu formato tradicional (guitarra, baixo e bateria) e apresentando trabalhos mais que interessantes, necessários.

:: LEIA A SEÇÃO ANTERIOR:
PARABÓLICA #1: Oxy, The Baggios, Frabin

::

Adorável Clichê – O Que Existe Dentro de Mim

Formada em 2013, após alguns singles e um EP, a banda de Blumenau Adorável Clichê (foto de destaque) chega ao seu primeiro álbum, ” O Que Existe Dentro de Mim”. São dez faixas cantadas em português que passeiam pelas texturas viajadas do dream-pop e também incorpora as distorções de noise-rock, mas sem se prender a nenhum estilo específico. O quarteto gosta de trabalhar o contraponto de melodia e barulho, tendo nos vocais delicados de Gabrielle Philippi um dos pontos fortes, que se soma aos instrumentais perpetrados por Diogo Leal (bateria), Marlon Lopes da Silva (guitarra e voz), Lucas Toledo Lugones (baixo). O álbum foi lançado pelo selo Nuzzy Records.

::

Early Morning Sky – If I See You Again EP

Formada após um show do Slowdive, segundo informado pela banda, o quarteto paulista Early Morning Sky (Gerson Alves – voz e guitarra, Gilbert Spaceh – guitarra, Xixo Sere – baixo e Mauro Terra – bateria) lançou pelo selo Midsummer Madness esse seu primeiro bonito EP, onde uma enxurrada de guitarras vai levando mar adentro e tentando te sugar para um vórtice de barulho. Se o Slowdive os uniu, a sonoridade do grupo vai de encontro a sonoridades menos atmosféricas e mais para o inferninho noise e vocais indolentes a la My Bloody Valentine. Antes do EP, lançaram um single com cover de Velvet Underground e Swirlies. O interessante é que “If I See You Again” não ficou só no virtual, o EP pode ser adquirido também em CD.

::

Homeminvisivel – Formas Negativas EP

Também um quarteto, e também paulistano (Vinicios dos Anjos – vocal/guitarra, André Garbin – guitarra, Márcio Barcha – baixo e Rafa Carozzi – bateria), a banda Homeninvisível (escrito tudo junto mesmo) mostra em sua estreia influências do pós-punk e shoegaze, com cortinas de guitarras distorcidas em suas canções, às vezes com climas que remetem a bandas oitentistas, vide os timbres de guitarra da faixa “Topografia Cardíaca”. Gravado no esquema ao vivo e produzido pela própria banda, “Formas Negativas” foi lançado pelo selo Casa da Arvore Records.

Anteriores FEIRA NOISE 2018 :: COMO FOI O PRIMEIRO DIA DO FESTIVAL
Próximo EUGENE MCGUINESS – Suburban Gothic (2018)

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *