PREOCCUPATIONS – New Material (2018)


“Nomes podem ficar pra trás, mas a sonoridade desses canadenses segue para o futuro em segurança e com credibilidade”

Uma longa história por trás dessa banda canadense (de Calgary). Em 2010, chamava-se Women. Em 2012, acontece uma fatalidade. Morre o guitarrista Christopher Reiner. Mudam então o nome para Viet Cong, e assim permanece de 2012 a 2015. A partir de 2016, como pessoas passaram a se preocupar também com nomes artísticos (e como se isso influenciasse nos problemas mundiais que acontecem há muito tempo), o quarteto precisa novamente alterar o nome do grupo. O nome Viet Cong passou a ser agressivo e racista caindo para uma possível penalização aos canadenses. E assim passam a se chamar Preoccupations.

Apesar da confusão em relação ao nome, o Viet Cong tinha uma fama considerável entre seus fãs, logo, não foi difícil o Preoccupations seguir adiante. Também passaram a entrar na lista das bandas mais importantes dessa década que executam o pós-punk. Não é por menos, basta julgar seu mais recente trabalho, ‘New Material’.

Oito canções ágeis, guitarras raivosas, a voz segura e potente de Matt Flegel. A banda faz uma sonoridade moderna sem se esquecer de nomes do passado que tinham essa crueza e essa energia (‘Antidote’ traz bastante a influência do Gang Of Four).

O próprio Matt numa entrevista dizia que esse álbum era uma espécie de ‘ode da depressão’. Claro, o Preoccupations é mais uma daquelas bandas que colocam letra em importância também e que faz música correlacionada com o problemático cenário atual, e o ouvinte pode perceber isso na pungência de Flegel ao cantar em plenos pulmões a faixa ‘Manipulation’.

Apesar do instrumental típico da escola punk/pós-punk (baixo, guitarra e bateria), os sintetizadores aqui formam um belo encaixe, sem sobressair o bastante, mantendo o clima cru e certeiro de canções como ‘Decompose’. O quarteto mostra ter absorvido também bastantes influências do industrial e do noise, não é a toa que ‘Compliance’ prova isso e fecha o disco no tempo certo, na medida controlada.

Deixando a história do nome controverso e a morte de um dos integrantes para trás, se empenhando em seguir para um futuro de concretizações, reincorporando mais energia para sua sonoridade, firmando sua discografia, Preoccupations é aquela banda que executa a música pela qual se tornou conhecida e a qual sempre soube elaborar.

:: NOTA: 8,0:

_________________________________________

:: FAIXAS:
01 – Espionage
02 – Decompose
03 – Disarray
04 – Manipulation
05 – Antidote
06 – Solace
07 – Doubt
08 – Compliance

 

__________________________________

:: Mais Informações:
Allmusic
Bandcamp
Site oficial
Twitter

:: Assista ao vídeo de ‘Disarray’:

Anteriores 7 Recursos Para o Sucesso de Uma Série
Próximo JB Dunckel – H+ (2018)

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado.