O retorno do Loop com o álbum ‘Sonancy’ e o single “Halo”


Foto da banda Loop, em 2021, para anúncio do novo álbum

A revisão discográfica para remasterização e relançamento de álbuns ou para lançamento de uma coletânea às vezes acaba fazendo com que muitos artistas revejam suas posições. Bate aquele comichão, aquele saudosismo, aquela vontade de reformar a banda. Foi o que aconteceu com o Loop, que 32 anos após seu último álbum, anunciou o lançamento de Sonancy, a sair pelo selo Cooking Vinyl Records, para março de 2022, e apresentou o primeiro single do seu quarto álbum, a faixa “Halo” (VIDEOCLIPE AO FINAL). A nova canção marca o retorno do grupo, cujo último trabalho foi o EP Array (2005), o último álbum foi A Gilded Eternity (1990).

Tudo dependia do vocalista e guitarrista Robert Hampson, que sempre afirmou que não voltaria a tocar novamente com a banda, mas que se sentiu envolvido pelas atmosferas sonoras do grupo enquanto preparava o lançamento de versões remasterizadas de seus álbuns:

“Durante aquele longo período em que sempre disse que não iria reformar o Loop, não senti falta, não senti a necessidade de tê-lo na minha vida… Foi trabalhar com pessoas como Barry Hogan no ATP [N.E: Festival All Tomorrow’s Parties, que a banda participou em 2013] e as reedições remasterizadas de nossos álbuns originais que saíram que despertou meu interesse novamente. Levei alguns anos para me sentir confortável para dizer: ‘Sim, podemos fazer isso de novo, somos relevantes’. Não sou alguém que faz algo só por fazer”.

Hampson, que formou os grupos Main e Comae e esteve envolvido em outros projetos enquanto o Loop esteve adormecido, também comentou sobre a sonoridade do novo trabalho, fazendo uma comparação em relação aos trabalhos lançados anteriormente: “Em termos de estilo, é incrivelmente diferente, voltando a pensar em guitarras e sons de guitarra. Obviamente você tem que levar em consideração coisas como elementos percussivos como bateria, que eu não tenho usado em meus outros projetos; mas esta é a mentalidade que compõe o Loop”.

O guitarrista deu mais pistas sobre o que esperar desse Loop reformado que será encontrado em Sonancy: “Especificamente para este álbum, eu queria contrariar a ideia do EP ‘Array’, no qual todas as faixas eram mais longas e prolongadas. Elas ainda tinham o elemento Motorik de bandas como Neu! e Can, mas o Loop sempre teve isso. Com ‘Sonancy’ eu também quis pegar um som Pós-Punk, dar uma chacoalhada e misturá-lo com uma influência Psych.  Uma misturada. Que sempre foi o Loop, essa mistura de ritmos picantes”.

+++ ESPECIAL | Loop, música como transporte patra outros mundos

A produção de Sonancy acabou atrasada devido a pandemia. O álbum foi gravado no estúdio Joe’s Garage, do colaborador de longa data Joe Garcia, em Bristol. Além do fundador e mentor da banda, Robert Hampson, a banda atualmente consiste de Wayne Maskel (bateria), Hugo Morgan (baixo) e Dan Boyd (guitarra).

O Loop foi formado em 1986 e encerrou as atividades em 1991. Nesse período lançaram três álbuns de estúdio: Heaven’s End (1987) , Fade Out (1989) e A Gilded Eternity (1990). Os dois último álbuns alcançaram o topo da parada independente inglesa.


Capa de Sonancy, do LoopTRACKLIST:

01 “Interference”
02 “Eolian”
03 “Supra”
04 “Penumbra I”
05 “Isochrone”
06 “Halo”
07 “Fermion”
08 “Penumbra II”
09 “Axion”
10 “Aurora”

 

 


O VIDEOCLIPE DE “HALO”, DO LOOP:

Anteriores Bloc Party lança a nova "Traps" e anuncia 'Alpha Games'
Próximo 'Sweep It Into Space' é um exercício de variações sobre o mesmo tema

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *