CRÍTICA | Invincible – Invencível (Amazon Prime Video)



“Já assistiu Invincible? É melhor que The Boys!”. Foi com essa frase comparativa que fomos levados à série de heróis, também do canal Amazon Prime Video. A comparação pareceu esdrúxula já que os formatos utilizados são diferentes: em The Boys são atores, Invincible é uma animação. De semelhantes, ambas são adaptação dos quadrinhos de história de heróis. Deixadas essas comparações de lado, pode-se afirmar que Invincible é uma das melhores séries de heróis de 2021, ao lado de The Boys!

Criado na década de 90 por Robert Kirkman (aquele mesmo de The Walking Dead), e com ilustrações de Cory Walker and Ryan Ottley, “Invincible” foi lançada pela Image Comics. Junto com The Walking Dead, a HQ foi responsável por revitalizar a então decadente editora, ao tempo que provocou uma guinada nas histórias de heróis, ao trazer batalhas sangrentas e morte de heróis.

A série, que leva o mesmo título dos quadrinhos, tem o nome de Kirkman na produção e roteiro, e não se furta a essa característica primordial dos quadrinhos trazendo também para a animação uma violência gráfica extrema, em muitos momentos chegando ao gore, com cada episódio trazendo para a tela muito sangue, vísceras expostas e cérebros esmagados, olhos saltando da órbita, ossos quebrados, por isso ganhando a classificação etária para maiores de 18 anos.

+++ CRÍTICA | LOVE, DEATH & ROBOTS (LOVE, DEATH & ROBOTS, 2019)

A série acompanha o adolescente Mark Grayson (Steve Yeun) às voltas com situações típicas dessa fase da vida: problemas na escola, primeira paixão, e um emprego de meio período numa lanchonete. É inevitável não lembrar de Peter Parker ao acompanhar os dramas vividos por Mark. De atípico, Mark é filho de Nolan Grayson (J.K. Simmons), alter-ego do Omni-Man, o herói mais poderoso do planeta, e Debbie Grayson (Sandra Oh), e segue às voltas com o que o pai considera um atraso para que seus poderes se manifestem. Com os poderes vindo à tona, Mark segue pela fase de aperfeiçoamento, com o pai ajudando ao longo do processo, que vem acompanhado de aventuras, pancadaria, surras e o surgimento do protagonista da série, Invincible.

Não há como não perceber similaridades entre os poderes e personagens criados por Kirkman e os da DC Comics, seja do Omni-Man, que tem muito do Super-Homem, incluindo a origem extraterrena (ele é do planeta Viltrum), ou do grupo de heróis conhecido como Guardiões, uma espécie de homenagem a Liga da Justiça: Imortal, Asa Negra, Mulher Marcial, Vulto Verde, Vento Vermelho, Aquarus e Marciano. E é um acontecimento de consequências trágicas, e uma das batalhas mais sangrentas (na série e na história de heróis) envolvendo esses personagens que servirá de trama principal para essa primeira temporada.

Com um conjunto de novos heróis e vilões, e diversas subtramas acontecendo ao longo dos episódios, Invincible reserva surpresas e mantém o clima de expectativa até o episódio finale, que não deixa por menos e apresenta uma batalha sangrenta e ao mesmo tempo repleta de emoções. Por sinal, emoção e doses dramáticas é o que não falta na série, que tem a cidade de Chicago como pano de fundo.

Ao mesmo tempo que choca com o nível intenso de violência, impressiona com a carga dramática que consegue construir. É poderosa a cena em que, após se chocar com um prédio e provocar seu desmoronamento, o personagem de Invincible falha ao tentar ajudar uma mãe e sua filha; ou na carnificina de uma “batalha” que se desenrola dentro de um metrô cheio de passageiros. São cenas que surgem de forma ligeiramente diferente da história original, ajudam a dar mais força à narrativa da série e envolver o espectador, e funcionam muito bem. Toda a base da história dos quadrinhos é mantida, Kirkman fez várias alterações na série, e todas elas são acertadas. Uma delas é mudar a personagem de Amber, a namorada de Mark, que nos quadrinhos é loira e na série é negra e trabalha ajudando pessoas em situação de vulnerabilidade, são alterações que trazem representatividade e novos “olhares” para Invincible, que tem também William, melhor amigo de Mark, que é homossexual.

+++ THE MIDNIGHT GOSPEL | 2020

Além de uma trama envolvente, personagens bem construídos, efeitos sonoros incríveis, a série traz também um time estrelado que dão vida e características únicas aos personagens. Além dos já citados personagens principais, há ainda: Zazie Beetz, Zachary Quinto, Mark Hamill, Mahershala Ali, Jon Hamm, Seth Rogen, Lauren Cohan, Djimon Hounsou, Ezra Miller, só pra citar alguns dos nomes que estão em Invincible, que mesmo para quem não leu os quadrinhos pode acompanhar e entender todo o arco narrativo da série.

De volta à comparação com The Boys, ambas são entretenimento adulto, enquanto esta apresenta heróis de personalidade degenerada, Invincible trata de prestar homenagem a esses seres e seus poderes, mantendo-os sempre dentro do limite da honra, do moral e ético, tendo na figura do personagem Invincible a personificação desses valores. Valores esses que lhe trarão um peso enorme e pelos quais ele lutará nessa primeira temporada e, por certo nas vindouras. E que não demorem.

PS: A trilha sonora da série também é muito boa, e pode ser ouvida clicando NESSE LINK.


Poster da série Invincible

FICHA TÉCNICA:

Título Original | Ano: Invincible | 2021
Gênero: Ação, Aventura, Animação, Heróis
País: EUA
Episódios | Duração: 08 episódios (média de 45 minutos cada)
Direção:Jeff Allen, Paul Furminger e Robert Valley
Roteiro: Robert Kirkman
Elenco:  J.K. Simmons, Steve Yeun, Sandra Oh, Zachary Quinto, Mark Hamill, Mahershala Ali, Jon Hamm, Seth Rogen e outros
Data de Lançamento: 26 de março de 2021
Censura: 18 anos
Avaliações: IMDBRotten Tomatoes

 


O TRAILER DE INVINCIBLE:

Anteriores NICK CAVE & WARREN ELLIS - Carnage
Próximo SHOEGAZER WORLD #5 | Citrus Clouds, Tombstones In Their Eyes, The City Gates e Echodrone

2 COMENTÁRIOS

  1. Ângelo
    04/07/2021

    Parabéns pela excelente matéria! Resenha precisa e envolvente pra quem lê, sem dar spoilers.

  2. 07/07/2021

    Valeu, meu grande brother Ângelo. Obrigado pelas palavras e a presença sempre marcante aqui nos comentários do site. Fizemos o máximo para falar da série e trazer informações importantes sem entregar muita coisa e estragar a experiência de acompanhar os desdobramentos da série.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *