SHOEGAZER ALIVE #22 | Seatemples, Poolshop, Moon in June, Jessica 93 e A Shoreline Dream


Seatemples
Seatemples

Seguem as cinco dicas da semana, com o esperado novo disco do Seatemples; o Dreampop perfeito do Poolshop; mais uma banda japonesa, desta vez o Moon In June; o Shoegaze psicodélico do Jessica 93 e o novo do A Shoreline Dream.

COLUNAS ANTERIORES: SHOEGAZER ALIVE


SEATEMPLES | Trópicos (2020)

Os chilenos do Seatemples (FOTO DE DESTAQUE) talvez formem hoje a banda latino-americana mais respeitada no âmbito do Shoegaze/Dreampop/Post-Punk mundial. Neste 21 de agosto sai o aguardadíssimo Trópicos, e traz uma banda madura, viajando pelos três estilos citados com maestria. O interessante é que eles gravaram pelo badalado label Icy Cold Records, especializado em Darkwave e Post-punk.


POOLSHOP | A Shadow (2020)

A banda australiana faz um Dreampop vibrante, alto-astral, beirando quase o Indiepop. Músicas curtas e refrões fáceis podem fazer parte da receita de pop descartável, mas aqui não é o caso. Um teclado ao fundo e guitarras dedilhadas destacam-se, lembrando de passagem os dinamarqueses do ONBC. Disco altamente recomendável, seja para dias ensolarados, seja para nublados.


MOON IN JUNE | Uminari (2020)

A Ásia em geral, e o Japão em particular, fazem do pandêmico 2020 o ano do Shoegaze asiático. Dos quatro cantos do continente e do país citado aparecem bandas do estilo, e a maioria usa uma fórmula típica, em que elementos de Dreampop misturam-se ao Shoegaze – leia-se músicas menos ruidosas e mais melódicas e agitadas. Moon In June é outro exemplo do ótimo momento vivido pela cena local, e mostra isso com o EP Uminari, lançado em 18 de agosto.


JESSICA 93 | Used Tape 666 (2020)

Aqui a Psicodelia sobrepõe-se ao ruído, nesta demo gravada pelos franceses do Jessica 93. A banda já tem quase dez anos de carreira, começou fazendo os doces ruídos melódicos do Shoegaze e com o passar dos anos jogou um pouco de ácido na sua fórmula (lisérgico, bem entendido), resultando em trabalhos totalmente viajantes como o Used Tape 666, lançada em 07 de agosto.


A SHORELINE DREAM | Melting (2020)

Quem está no meio shoegazer há pelo menos dez anos, já deve ter pelo menos ouvido falar nesta banda americana do Colorado, uma das mais importantes do cenário gaze das primeiras duas décadas deste século. Porém, como vários artistas há bastante tempo na estrada, o A Shoreline Dream distanciou-se um pouco do estilo original, procurando não ir em direção a outros gêneros musicais, mas produzir um som próprio, muitas vezes inclassificável. Até por isso Melting é um discão, mostrando uma banda madura e com muita personalidade.

Anteriores "On The Rocks", de Sofia Coppola, tem Bill Murray e faixa inédita do Phoenix
Próximo 'Maudie' e a história real de uma pintora na superação do abandono e das limitações físicas

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *