MEKORAMA | Mekorama (2020)


Fotos do jogo de puzzle Mekorama

“Mekorama pode parecer simples a primeira vista, mas traz entretenimento e desafios para toda a família”

O sueco Martin Magni é um desenvolver autônomo de jogos. Em 2016, teve a ideia de criar Mekorama e lançou o jogo apenas para iOS e Android. Por esta criação, em 2017, Magni ganhou o prêmio de Menção Honorável do Júri no International Mobile Gaming Awards (cerimônia anual que premia envolvidos na realização de jogos para serviços Mobile).

Aportando nos consoles em 2020, o jogo, a princípio, traz uma ideia simples com gráficos coloridos e dimensionais se aproximam bastante de um público infanto-juvenil. Apesar disso, Mekorama está longe de ser fácil e, entre quase 100 puzzles disponíveis, faz o jogador mais hardcore quebrar a cabeça e querer encontrar algumas soluções em guias pela internet. Apresentando dioramas distintos, o jogador precisa guiar o querido robozinho amarelo (apesar de não falar, a figura traz simpatia) até o ponto vermelho que é a saída e a conclusão do puzzle.

Aumentando gradativamente a dificuldade, cabe ao jogador trabalhar o puzzle de todas as formas possíveis: rotacionar o diorama, olhar cada lado da peça, estudar caminhos, desviar de obstáculos, acessar elevadores, clicar em engrenagens, buscar alternativas, ousar.

Neste ponto, o jogo peca talvez por não ter uma visão aérea melhor (para se ver dentro do diorama), mas essa falha não enfraquece tanto a diversão do jogo.

Conforme vai passando pelos puzzles, o jogador também se depara com outros percalços em seus caminhos. Em muitas vezes, você vai precisa guiar um outro robozinho vermelho para encontrar a solução ou simplesmente tirá-lo do seu caminho para chegar ao seu destino. Em outros momentos, os caminhos serão obstruídos por robôs que dão choques. Alguns puzzles chegam em forma de labirintos bem complexos ou até mesmo colocam os caminhos em frente a um espelho (onde você precisa estudar a imagem refletida de outra forma).

O jogo conta ainda com um editor de fases onde o jogador tem toda a liberdade de criar suas armadilhas e caminhos para o robô.

Alguns jogadores talvez reclamem da frustração que é ver o robozinho caindo do lado de fora do diorama e ter que começar tudo de novo, mas entendam que o jogo segue a física ao máximo, e aqui tudo deve ser respeitado. Um simples buraco, gravidade, altura ou mesmo a forma de usar a rotação das peças, tudo te ajuda ou atrapalha. Neste modo lúdico de trabalhar com o universo 3D, a física e o entretenimento, Mekorama se garante como um dos puzzles mais atraentes da atualidade, para jogar com toda a família nestes dias de isolamento.

NOTA: 7,2


LEIA TAMBÉM:

RESENHA: Guacamelee! 2 (2018)
RESENHA: Unravel e a Imortalidade dos Jogos de Plataforma


:: FICHA TÉCNICA:

Desenvolvedor: Martin Magni
Publicado nos consoles por: Ratalaika Games
Gênero: Puzzle
Duração: depende da habilidade de cada jogador
Classificação: Livre
Preço: R$19,90
Plataforma: PlayStation 4 (versão testada), Nintendo Switch, Android, Xbox One, iOS, Nintendo 3DS, PlayStation Vita
Lançamento: 26 de Março de 2020
Mais Informações: Mekorama

 


:: Assista ao trailer do jogo:

Anteriores ESPECIAL | Sarah Records, mais que um selo independente
Próximo FIONA APPLE | Fetch The Bolt Cutters

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *