LISTA DE 7 : 7 Shows Imperdíveis


RAdiohead from the Basement

Aproveitando o momento em que estamos isolados, nossa coluna Lista de 7 é especial e traz dica de sete shows que valem a pena assistir. Sabemos que há uma enormidade de shows disponíveis aí pela internet e a lista poderia ser bem mais extensa, ou poderia comportar outras partes…quem sabe não fazemos uma segunda parte?!

De qualquer forma, as apresentações escolhidas tem alguma razão importante/interessante. Duas delas não foram encontradas em sua totalidade no Youtube, por isso vasculhamos a rede e encontramos outras opções que trazem o show completo, pois só vale assim, na íntegra.

Esperamos que assistam, curtam, deixem seus comentários  e cuidem-se!


NEW ORDER – Live New York (1981) | 52 minutos

IMAGEM:8.0
SOM: 8.0

Apresentação da banda de Manchester no Ukranian National Home, em Manhattan, Nova Iorque. O New Order, numa performance ao mesmo tempo gélida e tensa, toca as canções do álbum Movement, lançado alguns dias antes. É interessante ver Bernard Sumner empunhar a guitarra Vox Phantom que Ian Curtis usou no vídeo de “Love Will Tear Us Apart” e a presença de Gillian Gilbert, que se reveza entre o sintetizador e a guitarra. A produção é bem básica, com o uso de poucas luzes, deixando o palco com um aspecto sombrio. Essa apresentação foi lançada no DVD New Order 316, em 2001.

PONTOS ALTOS: Ceremony, Temptation

SETLIST:: Chosen Time | Dreams Never End | Everything’s Gone Green | Truth | Senses | Procession | Ceremony | Denial | Temptation


JAMES – Live in Manchester (2001) | 110 minutos

IMAGEM:9.0
SOM: 10.0

Show de despedida da banda de Manchester, tocando em sua cidade natal, no Manchester Evening News Arena, no dia 01 de dezembro de 2001. O James desfila uma lista de sucessos de sua carreira, perpassando vários álbuns, principalmente canções de “Laid”, considerado por muitos o melhor da banda. É uma apresentação carregada de de emoção, visível nos rostos dos músicos em diversos momentos, e Tim Booth é um grande entertainer. No show há presenças especiais como do trompetista Andy Diagram, que tocou com a banda durante os anos 90, e do guitarrista e fundador Larry Gott, que na época estava afastado. Essa apresentação foi lançada no DVD Getting Away With It.

PONTOS ALTOS: Laid, God Only Knows, Getting Away With It, Come Home, Sit Down

SETLIST:: Say Something | Waltzing Along | Sometimes | Laid | God Only Knows | Someone’s Got In For Me | Vervaceous | Protect Me | Out to Get You | Johnny Yen | Getting Away With It | Tomorrow | Born Of Frustration | Ring The Bells | Top Of The World | Sound | Space | She’s A Star | Come Home | Sit Down


SONIC YOUTH – Live at SWU (2011) | 70 minutos

IMAGEM:7.0
SOM: 7.0

Última apresentação daquela que é considerada uma das responsáveis por manter a música alternativa americana funcionando durante a década de 80 e por influenciar várias gerações de músicos ao redor do mundo. O show é emblemático não só por ser o último da banda e justamente no Brasil, mas também por ter sido comentado largamente no primeiro capítulo do livro “A Garota da Banda”, de Kim Gordon, onde ela descreve o turbilhão de sentimentos pelo qual estava passando antes e durante a apresentação. Kim está bastante tensa já na entrada para o palco, nem chega a saudar o público. Na verdade, ela nem olha para o público. “Fui a última a entrar, e tive o cuidado de deixar uma distância entre mim e Thurston”. O setlist faz uma viagem no tempo, com faixas dos primeiros álbuns do SY até o último, The Eternal, lançado em 2009.

PS: É uma pena que o Youtube tenha excluído o show na íntegra. Mas conseguimos o link de um site japonês onde é possível assistir o show na íntegra.

PONTOS ALTOS: Death Valley, Drunken Butterfly, Teenage Riot

SETLIST: Brave Men Run | Death Valley | Sacred Trickster | Calming the Snake | Mote | Cross the Breeze | Schizofrenia | Drunken Butterfly | Starfield Road | Flower | Sugar Kane | Teenage Riot

https://www.bilibili.com/fe84df41-0e9f-46bb-a2bf-a109526880b3


OASIS – Live at Knebworth Park (1996) | 112 minutos

IMAGEM:6.0
SOM: 7.0

O show fez parte da turnê para promover o segundo álbum da banda dos briguentos irmãos Gallagher, What’s the Story Morning Glory, que na época vendeu uma enormidade não só na Inglaterra mas em todo o mundo. É um show imenso para uma platéia gigantesca, que elevou o patamar da banda para níveis estratosféricos. Dá pra ouvir que o barulho da multidão, que em alguns momentos se torna ensurdecedor, mesmo com toda a massa de distorção de guitarras que a banda constrói em algumas canções. O setlist é muito bom, mescla canções dos dois primeiros álbuns da banda com faixas que saíram nos singles e duas inéditas. Em algumas canções a banda conta com o acompanhamento de um quarteto de cordas e uma gaita, e o show fica mais acústico. O show ainda conta com a participação especial de John Squire, guitarrista da banda Stone Roses, em Champagne Supernova.

PONTOS ALTOS: Hello, Roll With It, Mornung Glory, Don’t Look Back in Anger, Champagne Supernova

SETLIST: Columbia | Acquiesce | Supersonic | Hello | Some Might Say | Roll With It | Slide Away | Morning Glory | Round Are Way | Cigarettes & Alcohol | Whatever (Ending with Octopus’s Garden) | Cast No Shadow | Wonderwall | The Masterplan | Don’t Look Back in Anger | My Big Mouth | It’s Gettin’ Better (Man!!) | Live Forever | Champagne Supernova (with John Squire) | I Am The Walrus


LEIA:

LISTA DE 7: 7 FILMES DISTÓPICOS
LISTA DE 7: 7 BANDAS PARA ENTENDER O 2 TONE


PIXIES – Live At Brixton Academy (1991) | 81 minutos

IMAGEM: 7.0
SOM: 7.0

Esse é talvez o melhor registro dos Pixies em sua primeira “encarnação”, ainda com a formação original, com Kim Deal nas quatro cordas e nos vocais. O repertório é insano, cobre a discografia da banda desde o primeiro EP (Come on Pilgrim) até o quarto álbum (Trompe le Monde) trazendo clássicos eternos da banda de Boston como: “Debaser”, “River Euphrates”, “Velouria”, “Bone Machine”, “Where is My Mind” e muitos outros, num total de vinte e nove canções. Apesar de alguns erros e alguns problemas na mixagem, o show tem uma pegada incrível, a banda uma canção atrás da outra ao melhor estilo Ramones, não deixando tempo pra respirar.

PONTOS ALTOS: Debaser, Allison, Where is my Mind?, Monkey Gone to Heaven, Head On

SETLIST: Rock Music | Debaser | River Euphrates | The Happening | Allison | Velouria | Into the White | Bone Machine | Gouge Away | Hang Wire | I Bleed | Is She Weird | Letter to Memphis | Palace of the Brine | Planet of Sound | Where Is My Mind? | The Holiday Song | Break My Body | Blown Away | Here Comes Your Man | Subbacultcha | Mr. Grieves | Trompe le Monde | The Sad Punk | Monkey Gone to Heaven | Motorway to Roswell | Vamos | Head On | Tame


RADIOHEAD – In Rainbows: From The Basement (2008) | 63 minutos

IMAGEM:10.0
SOM: 10.0

Transmissão da apresentação do Radiohead para o canal VH1, com a banda de Thom Yorke tocando canções do álbum In Rainbows e mais. Não há platéia e o show é bem intimista, nem por isso é monótono, pelo contrário, toda a banda mostra uma grande entrega na execução das canções, algumas ficaram bem interessantes na versão “ao vivo”. Essa apresentação acabou sendo lançada em DVD. É interessante observar como a banda se desdobra para executar todos os elementos presentes nas canções de forma a preservar a riqueza dos arranjos.

PONTOS ALTOS: Weird Fishes/Arpeggi, Bodysnatchers, Reckoner, Where I End and You Begin

SETLIST:  Weird Fishes/Arpeggi | 15 Step | Bodysnatchers | Nude | The Gloaming | Myxomatosis | House of Cards | Bangers + Mash | Optimistic | Reckoner | Videotape | Where I End and You Begin | All I Need | Go Slowly


DEPECHE MODE – Devotional Live in Paris (1993) | 103 minutos

IMAGEM:7.0
SOM: 8.0

Esse show do Depeche Mode foi lançado em VHS e posteriormente em DVD. É um show excelente, talvez um dos melhores registros do grupo, com a banda apresentando canções do álbum de 93, Songs of Faith and Devotion, mas tocando também hits do Violator e Music for The Masses. A apresentação é marcante tanto por mostrar a banda num formato totalmente diferente além dos usuais três sintetizadores, algumas canções ele usam bateria humana e guitarra. Esse também é o último registro oficial em que aparece Andrew Fletcher ainda como músico da banda. Por sinal, é ele que toca bateria no show.

PS: Nos vídeos do Youtube não há o vídeo completo com boa qualidade. Conseguimos o link de um site russo onde é possível assistir o show na íntegra.

PONTOS ALTOS: Walking In My Shoes, I Feel You, Never Let Me Down Again, Enjoy The Silence, Everything Counts

SETLIST: Higher Love | World In My Eyes | Walking In My Shoes | Behind The Wheel | Stripped | Condemnation | Judas | Mercy In You | I Feel You | Never Let Me Down Again | Rush | In Your Room | Personal Jesus | Enjoy The Silence | Fly On The Windscreen | Everything Counts | Halo | Policy Of Truth

https://ok.ru/video/259190688277


Anteriores THE BOYS (The Boys, 2019 - Primeira Temporada)
Próximo The Hanged Man, da gélida Suécia, esquenta fãs de boa música

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *