Still, homenagem ao Joy Division com Frusciante, Flea e Klinghoffer


Foto do projeto Still, homenagem ao Joy Division com Flea e Frusciante

Still é o nome da primeira coletânea lançada do Joy Division, isso em 1981, um ano depois da morte de Ian Curtis. Ela consiste de faixas que não saíram oficialmente e registros ao vivo.

Em 2000, John Frusciante (voz e guitarra), Flea (baixo) e Josh Klinghoffer (bateria), sob o nome de Still, subiram ao palco do Spaceland, para apresentar um set de 11 canções de autoria do Joy Division, num tributo à banda de Manchester. (áudio do show abaixo)

Frusciante sempre falou em entrevistas da influência que tem de bandas oitentistas como The Cure, Bauhaus e Joy Division. Numa lista de seus álbuns favoritos ele incluiu Black Celebration (Depeche Mode) e Closer (Joy Division). Não só isso, já chegou a citar a influência do estilo de tocar Bernard Sumner, e quase fez participação num álbum do New Order.

LEIA TAMBÉM ESSE EU TIVE EM VINIL: Unknown Pleasures (Joy Division, 1979)

Alguns podem estranhar a citação de Frusciante, mas a verdade é que o guitarrista sempre se mostrou um guitarrista com amplo conhecimento musical e não apenas de guitarristas virtuosos. Na época do lançamento do By The Way, por exemplo, ele citou John McGeoch (Magazine e Siouxsie and the Banshees), Johnny Marr (The Smiths), Vini Reilly (The Durutti Column) e Keith Levene (PIL) como influências.

Voltando ao tributo, Frusciante canta e toca guitarra em todas as canções (parece que também toca teclados em Love Will Tear Us Apart) e a banda executa versões bastante próximas das originais, seja nas canções mais esporrentas como “Failures” e “Warsaw”, ou nas climáticas como “New Dawn Fades”, que Frusciante até já tocou em apresentação solo. Embora a qualidade da gravação não esteja lá muito boa, o registro é ótimo. Baixe o áudio AQUI.


:: Ouça o áudio da apresentação:


Anteriores NADA SURF - Never Not Together (2020)
Próximo AVES DE RAPINA: ARLEQUINA E SUA EMANCIPAÇÃO FANTABULOSA (Birds of Prey, 2020)

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *