Clark – Death Peak (2017)


Desde 2001 em atuação e com 9 discos de estúdio, Clark na verdade é o projeto musical do produtor e compositor inglês Christopher Stephen Clark. Atualmente, Clark é um dos mais renomados e importantes nomes da Warp Records, gravadora conhecida por abrigar grandes nomes da música eletrônica mundial. ‘Spring But Dark’, a fantasmagórica vinheta de abertura, apesar de parecer assustadora, é apenas um prelúdio para as experimentações eletrônicas do artista que abrange reminiscências de movimentos como o Techno e o Drum & Bass. Entretanto, como a música eletrônica é difícil de depurar nos seus múltiplos gêneros e segmentos, prefiro dizer que Clark vem fazendo uma eletrônica com um pensamento de vanguarda, ele quer extrapolar, ousa mesclar todos os ensinamentos que teve e embaralhar o cérebro do ouvinte, isso no melhor dos sentidos. Ao escutar ‘Hoova’ com bons fones de ouvidos, parece que estamos perdidos em meio a um turbilhão de cacos sonoros. Um disco difícil, mas não impossível. Ideal para aqueles que gostam da eletrônica mais desafiante, intrincada e com cérebro.

FAIXAS:
01 – Spring But Dark
02 – Butterfly Prowler
03 – Peak Magnetic
04 – Hoova
05 – Slap Drones
06 – Aftermath
07 – Catastrophe Anthem
08 – Living Fantasy
09 – On U.K.

Site da gravadora Warp
Twitter
Wikipedia

Ouça ‘Peak Magnetic’

Anteriores Festival Feira Noise 2017 anuncia atrações
Próximo Assista ao mais novo trailer de Star Wars: The Last Jedi

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *