Posts in category

RESENHA


RAINBOWS, TOILLETS AND UNICORNS (2020)

Read More

AGNES OBEL – Myopia (2020)

Read More

O POÇO (El Hoyo / The Platform , 2019)

Read More

“Devotion, novo álbum do duo Beach House, é como sonhar acordado” A afirmação de se sentir “embrulhado” pela música pode ter uma conotação dúbia, melhor seria dizer sugado para dentro das atmosferas ou hipnotizado pelos climas atraentes de “Devotion”. A voz aveludada que parece cantar numa imensa igreja barroca, é a indução à hipnose. Junto …

“Em Dig, Lazarus, Dig, Nick Cave está mais próximo do seu trabalho com o Grinderman” O que já se imaginava aconteceu, a sombra do Grinderman, o projeto de rock de garagem de Nick Cave com outros três membros dos Bad Seeds, paira inexoravelmente sobre o novo álbum do cantor australiano com a sua banda “principal”. …

“Mercury Rev mantém a regularidade em Snowflake Midnight” A maior diferença entre esse novo álbum do Mercury Rev e seus antecessores é o uso recorrente de elementos eletrônicos nos arranjos: batidas e synths, e as doses maciças de camadas de teclados. Tirando isso, encontraremos em “Snowflake Midnight” aquele mesmo Mercury Rev de “Deserter’s Songs” (1998) …

“Narrow Stairs é diversificado mas não suficiente para sair do mais-do-mesmo” Com ‘Plans’ (2005) o Death Cab For Cutie marcou sua saída da pequena gravadora Barsuk para os braços da poderosa Atlantic. Resultado: Álbum nas paradas, disco de platina e indicação para o Grammy. Por causa da chancela (poder de fogo) da gravadora ou pelas …

“Imperial Wax Solvent é o álbum urgente de uma banda trintona com um vocalista cinquentão” Um prêmio para quem disser o nome de todos os álbuns de estúdio do The Fall. Difícil? Então o nome de uma música de cada álbum de carreira. São vinte e sete no total, contando com esse “Imperial Wax Solvent”, …

Vocalista Mark Kozelek do Sun Kil Moon

“April é uma mescla de tudo já produzido por Mark Kozelek, seja solo ou com banda” Canções longas prescindem de dinâmica para não se tornarem repetitivas e enfadonhas. Às vezes o artista estende a canção para torná-la uma espécie de mantra hipnótico, mas se o ouvinte não se integrar no círculo de nada adianta, vai …