DROPS #6 | ESPECIAL DOCUMENTÁRIOS


Os Capacetes Brancos

Dizem que os filmes, fictícios ou não, são retratos da nossa civilização e pequenos espelhos de nossos tempos. Os costumes, roupas, músicas de cada época, de uma maneira ou de outra, encontram-se representados nas produções cinematográficas ao longo das décadas.

Porém esse conceito ganha muito mais força se considerarmos os filmes do gênero documentário. Afinal são filmes que, por definição, procuram retratar os fatos da vida em si.

Nos documentários, somos convidados a experimentar as realidades de nossos semelhantes, sem firulas visuais, sem efeitos especiais, só o recorte que os realizadores pretendem dar aos temas propostos.

Para os que já apreciam documentários e também para os não iniciados, elaboramos pela primeira vez uma edição especial da coluna DROPS, na qual indicamos algumas produções que valem a pena conferir, encontradas nos principais serviços de streaming, deste apaixonante gênero:

RELEMBRE AS COLUNAS ANTERIORES: DROPS


INDÚSTRIA AMERICANA | American Factory (2019) :: ASSISTA

Começando pelo vencedor do Prêmio de Melhor Documentário no Oscar de 2020. O filme acompanha a saga de uma fábrica de vidros chinesa que compra a estrutura de uma antiga fábrica da General Motors, fechada por conta da crise econômica que atingiu os EUA em 2008.

A princípio, a chegada da fábrica chinesa é imensamente celebrada por absorver toda a mão de obra da antiga fábrica da GM, porém a felicidade acaba se revelando um pesadelo. Os salários são menores, quase não existe folga ou direito a horas extras, as questões de segurança são negligenciadas e existe uma forte resistência dos investidores chineses em relação a sindicalização dos empregados.

O filme acompanha de perto e com impressionante acesso aos bastidores esse gigantesco entrave capitalista e cultural. Enquanto os chineses tecem duras críticas ao método americano de trabalho e os trabalhadores americanos veem seus direitos trabalhistas “descendo pelo ralo”, é impossível não refletirmos sobre a força dilacerante do capitalismo. Filme tenso e fundamental para entendermos no que o mercado de trabalho está se transformando.


ABSORVENDO O TABU | Period. End of Sentence (2019) :: ASSISTA

Outro vencedor do Oscar, dessa vez em 2019 e na categoria de Melhor Documentário de Curta-Metragem. O filme nos faz mergulhar na realidade absurda das meninas indianas que sofrem preconceito e segregação simplesmente por menstruarem. Envergonhadas, deixam de ir à escola, se consideram sujas, usam panos imundos e até folhas e cinzas para estancar a menstruação, o que acaba levando a infecções e até a morte.

Os homens indianos, extremamente machistas, não sabem do que se trata ou fingem não saber. Diante dessa realidade inacreditável para os dias atuais, o filme acompanha a chegada de uma máquina capaz de produzir absorventes de baixíssimo custo e a luta dessas mulheres para convencerem seus companheiros e para disseminarem o uso desses absorventes na região, na fundamental batalha entre conhecimento e ignorância.


OS CAPACETES BRANCOS | The White Helmets  (2016) :: ASSISTA

Voltando um pouco no tempo, temos o vencedor do Oscar de Melhor Documentário de Curta-Metragem em 2017. O filme (foto de destaque) acompanha o dia a dia de um grupo de socorristas na Síria, denominados Capacetes Brancos, eles correm para os escombros causados pelos bombardeios constantes aos quais a cidade é submetida, na tentativa incansável de salvar vidas.

Os treinamentos rápidos e precários, o medo constante da morte atingir seus familiares e a tensão intermitente causada pelo poder de bombas cada vez mais devastadoras fazem parte da rotina dessas pessoas comuns, que veem a preservação da vida do próximo como a maior das recompensas. Duro, tocante e necessário.


EM NOME DE DEUS (2020) :: ASSISTA

Uma das melhores séries documentais investigativas já realizadas em solo brasileiro. Completa, muito bem orquestrada e provocadora de novas revelações e interações poucas vezes vistas nesse tipo de produção.

Por décadas a fio, o “médium” brasileiro conhecido mundialmente como João de Deus, era considerado um homem santo que operava curas milagrosas através de supostas cirurgias espirituais. Porém, uma denuncia de abuso sexual desencadeia a revelação de uma série de crimes praticados por ele, como: assassinatos, extorsão, estupros, etc. A série acompanha e tenta decifrar os motivos pelo quais tantos crimes foram acobertados por todo esse tempo e essa é uma verdade bem incômoda. Um soco no estômago!


GAGA: FIVE FOOT TWO (2017) :: ASSISTA

Outro tipo de “soco” vem com o documentário não musical sobre a cantora/atriz Lady Gaga, que cobre um curto período de sua vida, indo desde o convite para que ela protagonize o filme Nasce uma Estrela (2019), passando pelo lançamento do álbum Joanne (2016) com canções mais intimistas e letras mais pessoais, até a preparação para uma importante apresentação no Super Bowl.

Graças a uma decisão genial da direção, o lado estrela pop da Lady Gaga é totalmente desprezado, nem mesmo as canções dela chegam a tocar inteiras em nenhum momento. O que acaba rendendo um inesperado estudo de personagem. Longe dos holofotes, testemunhamos uma artista insegura, consciente de sua transitoriedade, extremamente solitária e que é obrigada a conviver diariamente com a dor dilacerante de uma doença incurável. Filme cativante e surpreendente.


LIAM GALLAGHER: AS IT WAS (2019) :: ASSISTA

Após o fim traumático da banda britânica Oasis, acompanhamos a luta de um de seus fundadores para se reerguer pessoal e profissionalmente. Já era de amplo conhecimento que os irmãos Gallagher viviam em meio a brigas e desentendimentos. Porém o que poucos sabem é que o fim da banda significou também o final da relação familiar entre o Noel e o Liam.

Sem ver ou falar com o irmão (mais talentoso) até hoje, Liam, apesar de ressentido, tenta encontrar seu lugar no mundo como compositor e letrista. O Documentário aborda algumas tentativas frustradas e outras nem tanto, do carismático vocalista voltar a ser relevante no meio musical. Pena que o filme acaba se rendendo ao caminho preguiçoso de enaltecer as qualidades de seu protagonista e se esforça demais para fazê-lo parecer sempre bem, deixando um ar de propaganda enganosa ao final.

GALERIA:

Anteriores 'Zombie Driver: Immortal Edition' tem carros, zumbis e ação frenética
Próximo Smashing Pumpkins revelam duas novas faixas e confirmam novo álbum

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *