CONHEÇA PORRIDGE RADIO


Porridge Radio, foto da banda

Dana Margolin tem vinte e seis anos, é da litorânea Brighton – atualmente ela e a tecladista Georgie Stott moram em Londres -, e pode ser considerada a alma do surpreendente quarteto Porridge Radio, que há alguns meses lançou o aclamado Every Bad. Completam a formação o baterista Sam Yardley e a baixista Maddie Ryall, que permanecem em Brighton.

Formada em 2015, no ano seguinte o quarteto lançou de forma independente seu primeiro álbum Rice, Pasta And Other Fillers, gravado num galão ao melhor estilo Lo-Fi e descrito por Dana como um álbum que “Se sustenta porque as músicas são ótimas, mas não se sustenta porque foi literalmente gravado em um galpão e não sabíamos o que estávamos fazendo…Fizemos algo que não estava à altura do que eu queria que fosse, mas também a maneira como as pessoas me disseram que se conectaram com essas músicas é realmente poderosa, então estou feliz que fizemos”.

A vocalista considera que a gravação foi uma “curva de aprendizado”. Para quem duvida, há que prestar atenção no seu novo trabalho: melhor produzido, melhor executado e com uma melhor definição de ideias, lançado pelo selo norte-americano Secretly Canadian, que assinou com a banda no final de 2019, escolhido entre vários pretendentes.

Se serve como motivo para correr atrás da música do grupo, a resenha da NME (New Musical Express), uma das publicações britânicas especializadas em música mais influentes, deu cinco estrelas para Every Bad, enquanto o Pitchfork deu um 8.4 e colocou o álbum em destaque nos lançamentos com o selo “Best New Music”. Pode parecer apenas hype, se é que isso ainda existe nos dias atuais, mas o álbum está disponível desde março e ouvir e tirar as conclusões hoje em dia é a coisa mais fácil do mundo, às vezes até mesmo antes do álbum ser lançado, algo impensável 30 anos atrás.

Não vamos cair em divagações, não vamos entrar e discussões sobre hype nos dias atuais e nem sobre as facilidades dos dias atuais.

:: LEIA TAMBÉM: CONHEÇA BAMBARA

Com letras que quedam pelo antagonismo e pela repetição, Porridge Radio traz em seu novo álbum um sortido conjunto de canções de personalidades únicas, cantadas por Dana como se as emoções estivessem à flor da pele. A confusão desnorteante da abertura com “Born Confused” ou a mistura de melancolia e agonia de “Long”, desde já uma das melhores faixas de 2020, atestam algumas qualidades no trabalho desses britânicos, que de alguma forma se alinha com o de artistas como PJ Harvey, não no sentido musical propriamente dito, já que a música do grupo não remete diretamente a nada em específico ou um misto de Warpaint e Savages.

Em meio a tantos lançamentos musicais anualmente, mensalmente, semanalmente, é difícil não deixar passar muitos trabalhos consistentes, quiçá aquele que poderia entrar em sua listinha mental de destaques do ano. Every Bad pode entrar fácil nessa categoria de álbuns, mas é um dos melhores álbuns do ano e carrega consigo os elementos do Rock e tem personalidade.

| OUÇA “BORN CONFUSED” EM NOSSA PLAYLIST DE 2020:: PLAYLIST URGE! 2020 |


:: Ouça “Every Bad”:


:: Assista a apresentação de “Long” ao vivo na BBC:

Anteriores PIXIES | Nos 30 anos de 'Bossanova', álbum ganhará edição especial
Próximo WILLY RUSSEL | Caro Morrissey...

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *