SHOEGAZER ALIVE #17 | Secret Shine, Difference Engine, Resplandor, February & Blind Mr. Jones


Secret Shine, foto da banda
Secret Shine

Saint Marie Records relança ótimos discos de Shoegaze

A gravadora texana Saint Marie Records começou como muitos netlabels, lançando novos artistas, especialmente das cenas Shoegaze e Dreampop, no começo dos anos 10’. Vários deles foram incluídos em suas compilações anuais nomeadas Static Waves, e outros revelados pela gravadora seguiram seus próprios rumos. A própria gravadora passou anos mais tarde a diversificar sua atuação, relançando álbuns e EPs de bandas Shoegaze importantes, principalmente da década de 90. Aqui apresentamos cinco de seus relançamentos mais significativos.

::: LEIA TAMBÉM: SHOEGAZER ALIVE # 7 | SHOEGAZER ALIVE #8 | SHOEGAZER ALIVE #9 | SHOEGAZER ALIVE #10 | SHOEGAZER ALIVE #11 | SHOEGAZER ALIVE #12 | SHOEGAZER ALIVE #13 | SHOEGAZER ALIVE #14 |SHOEGAZER ALIVE #15 | SHOEGAZER ALIVE #16 :::


SECRET SHINE | Elemental (1996/2019)

Secret Shine fez parte da “geração Sarah Records”, e sempre foi a banda mais ruidosa do cast, o que a aproximou da cena Shoegaze no começo dos anos 90. Uma de suas obras-primas, o EP Elemental, tem uma sonoridade muito próxima do início do Lush, com vocais femininos delicados e guitarras aceleradas.

::: Bandcamp | Facebook |Spotify | Twitter :::


DIFFERENCE ENGINE | Breadmaker (1994/2015)

Quando a geração clássica do Shoegaze já debandava para outros rumos musicais, apareceram novos artistas para manter acesa a chama do estilo. Uma delas foi o Difference Engine, que pode ser definido como uma mistura dos arranjos sofisticados do Pale Saints com a agressividade dos primeiros trabalhos do Swervedriver.

::: Bandcamp | Facebook | Spotify :::


RESPLANDOR | Elipse (2000/2017)

Sem dúvida alguma, a banda peruana Resplandor, dentro da América Latina, é a que mais se aproximou da sonoridade dos shoegazers originais britânicos da virada dos anos 80 para os 90, especialmente do Slowdive. Elipse é uma de suas três obras-primas, relançada em 2017. Sempre é importante lembrar que todos os discos aqui citados foram remasterizados em suas novas edições.

::: Bandcamp | Facebook | Instagram | Spotify :::


FEBRUARY | Tomorrow Is Today (1997/2016)

O February foi uma banda norte-americana, de Minneapolis, que fazia um belo cruzamento de Shoegaze com Dreampop. Tomorrow Is Today, o segundo álbum de sua curta carreira, tem nuances de The Jesus & Mary Chain, Cocteau Twins e até Sonic Youth. Por resgatar preciosidades como este disco do February, o trabalho da Saint Marie Records deve ser louvado.

::: Bandcamp | Facebook | Spotify | Twitter :::


BLIND MR. JONES | Tattoine (1994/2014)

O Blind Mr. Jones foi formado no começo dos anos 90, em Marlow, Inglaterra, e poderia até ser considerado da geração clássica, se não fosse um detalhe peculiar: o uso de flauta nos arranjos, sobrepondo-se às guitarras, ao mesmo tempo em que acentuava o psicodelismo da banda, afastava-os um pouco dos grupos de privilegiavam o wall of sound. O ponto alto de sua carreira foi Tattoine, que ganhou da gravadora uma edição especial de 20 anos da obra.

::: Bandcamp | Facebook | Spotify :::

Anteriores BONECO DE NEVE | The Snowman (2017)
Próximo LAVEDA | What Happens After

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *