BEATLES :: Documentário de Peter Jackson estreia em abril


Foto dos Beatles para noticia do documentario Get Back de Peter JAckson

The Beatles: Get Back é o nome do documentário produzido pelo diretor australiano Peter Jackson, responsável pela trilogia Senhor dos Anéis e O Hobbit. O filme será lançado nos cinemas dos EUA e Canadá no dia 09/04, pelos Estúdios Walt Disney, e acompanha as sessões de gravação do último álbum do quarteto de Liverpool, Let It Be (1970).

Let It Be, assim como quase todos os álbuns dos Beatles, é cercado por uma série de mitos e lendas. O álbum inicialmente se chamaria “Get Back” e, embora tenha sido gravado antes de Abbey Road (1969), foi lançado após este, quando a banda já estava praticamente dissolvida. Antes de seu lançamento, álbum foi remixado por Phil Spector, em 1970, e o resultado não agradou a Paul McCartney. Prova disso é que em 2003 foi lançada a versão Naked (despida) de Let It Be, remixada e remasterizada.

“Let It Be” já foi álbum de um documentário lançado em 1970 e dirigido por Michael Lindsay-Hogg, que fez as filmagens ao longo de 1969. Sobre esse novo documentário, em comunicado a imprensa, os produtores prometem “as únicas imagens notáveis ​​da banda trabalhando no estúdio”, além de todos os quarenta e dois minutos da lendária apresentação de despedida do grupo no último andar da gravadora Apple, em Londres.

LEIA COLUNA LISTA DE 7: 7 COVERS DE BANDAS DOS 60’s

As filmagens foram restauradas pela Park Road Post Production de Wellington, Nova Zelândia, e a música do filme será mixada por Giles Martin e Sam Okell no Abbey Road Studios, em Londres. A promessa é de que com essa restauração  The Beatles: Get Back crie uma experiência vívida, alegre e imersiva para o público.

Paul McCartney demonstrou seu apoio ao projeto: “Estou realmente feliz que Peter tenha mergulhado em nossos arquivos para fazer um filme que mostre a verdade sobre a gravação dos Beatles juntos. A amizade e o amor entre nós se aproximam e me lembram o tempo maravilhoso que passamos”, afirmou o músico britânico.

Ringo Starr vai mais longe: “Estou realmente ansioso por este filme. Peter é ótimo e foi muito legal ver todas essas filmagens. Havia horas e horas apenas rindo e tocando música, nada parecidas com a versão que saiu. Houve muita alegria e acho que Peter mostrará isso. Acho que esta versão será muito mais tranquila e amorosa, como realmente éramos. ”


:: Ouça a versão “Let It be – Naked”:


Anteriores ANA FRANGO ELÉTRICO - Little Electric Chicken Heart (2019)
Próximo FROZEN 2 (Frozen II, 2020)

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *