EFTERKLANG – Altid Sammen (2019)



“Efterklang assume cada vez mais seu casamento com o clássico/orquestrado em Altid Sammen.”

Quando se fala do cenário musical da Dinamarca na atualidade, Efterklang é sempre um dos nomes mais lembrados. Não é por menos. O grupo participa de vários projetos sociais como o Efterkids que conta com crianças aprendizes de música em escolas públicas e ainda tem tempo de construir uma discografia com álbuns aclamados por público e crítica, isso em quase 20 anos de atividade. Embora silenciosamente e alheio ao estardalhaço, o grupo ganhou fama logo nos primeiros trabalhos. Englobando gêneros como o post-rock e o neoclassical, a sonoridade dos dinamarqueses incorpora elementos típicos do pop-rock como guitarras em meio a arranjos orquestrados.

Altid Sammen traz um Efterklang bem intimista, optando pela calmaria e dando ênfase a paisagens melancólicas, da mesma forma, o álbum valoriza bastante instrumentos típicos de bases acústicas como pianos (“Vi Er Uendelig”), clarinetas (“Supertanker”) e trompetes (“Under Broen Der Ligger Du”).

Baixo, guitarra e bateria aparecem, mas são cúmplices discretos. “I Dine Øjne” parece resvalar para a eletrônica, mas não exagera no gênero (apesar de ser a faixa com um pouco mais de peso no disco). O grupo também deu preferência à língua nativa. Nada de canção em inglês aqui, tudo é cantado em dinamarquês pelo vocalista Casper Clausen.

Efterklang também ficou bem conhecido por conta de suas performances ao vivo que, segundo fãs espectadores, compensam alguns deslizes que podem ocorrer nos álbuns de estúdio. É onde Altid Sammen pode funcionar melhor. Num bom lugar com uma acústica dinâmica e acompanhado de uma orquestra em sintonia. Como obra de estúdio pode não agradar a todos e as características do grupo acabam não funcionando em sua totalidade.

NOTA: 6,8


NOTA DOS REDATORES:
Eduardo Juliano:
Isaac Lima:
Luciano Ferreira:

MÉDIA: 6,8


::LEIA TAMBÉM:
THE SLOW SHOW – LUST AND LEARN (2019)
BAND OF HOLY JOY – NEON PRIMITIVES (2019)


::FAIXAS:
01. Vi Er Uendelig
02. Supertanker
03. Uden Ansigt
04. I Dine Øjne
05. Hænder Der Åbner Sig
06. Verden Forsvinder
07. Under Broen Der Ligger Du
08. Havet Løfter Sig
09. Hold Mine Hænder
::
::
::


::Mais Informações: Facebook/Site oficial


::Ouça “Vi Er Uendelig”:

Anteriores ELZA SOARES – PLANETA FOME (2019)
Próximo MIDSOMMAR: O MAL NÃO ESPERA A NOITE (Midsommar, 2019)