MENEIO – Movediço (2019)



“Movediço afunda o ouvinte num território instrumental bem executado e cercado de detalhes.”

A banda Meneio foi formada em 2013 e executa um som instrumental que busca a convivência harmoniosa entre o orgânico e o eletrônico. A sonoridade busca trafegar por gêneros como post-rock, trip-hop e psicodelia sem perder um aspecto de música cinematográfica na maioria do álbum. Um disco todo instrumental, apenas frases curtas permeiam algumas canções por conta de samples inseridos: ‘Ciclotomia’ tem letra em francês, enquanto ‘Canindu’ tem uma a voz delicada de uma criança falando em português. O quarteto é afiado e as faixas ganham detalhes encorpados e agregados, de efeitos a guitarras, tudo se combina em prol de um som permeado por texturas e camadas. Baixo e bateria não ficam em segundo plano, ganham importância sobretudo em faixas como ‘Ciclotomia’. Em ‘Deserto (Invisível)’, o quarteto segue por um ritmo mais cadenciado ditado pelo dedilhado da guitarra, a curta ‘Kundera’ por sua vez busca a sonoridade vintage e ‘Chemtrail’ fecha o álbum explorando todas as possibilidades da música psicodélica.

A formação da banda conta com Jovem Palerosi (guitarra e eletrônicos), Eduardo Rodrigues (sintetizador e samplers), Adeniran Balthazar (baixo) e Zé Guilherme Aquiles (bateria).

NOTA: 7,0


NOTA DOS REDATORES:
Eduardo Juliano:
Isaac Lima:
Luciano Ferreira:

MÉDIA: 7,0


::LEIA TAMBÉM:
MUNDO INVERSO – OSCILAÇÃO INTERNA EP (2019)
E A TERRA NUNCA ME PARECEU TÃO DISTANTE – FUNDAÇÃO (2018)


::FAIXAS:
01. EsquinaChama
02. Ciclotomia
03. Hipnose-Regressão
04. Palavras Afogadas
05. Canindu
06. Mudra
07. Deserto (Invisível)
08. Kundera
09. Limite
10. Chemtrail
::
::


::Mais Informações: Bandcamp/Facebook


::Ouça ‘Ciclotomia’:

Anteriores FUJIYA AND MIYAGI - Flashback (2019)
Próximo O REZORT (The Rezort, 2016)

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado.