Grian Chatten com o coração na mão em “I Love You”, do Fontaines DC


Foto da banda Fontaines DC

“I Love You” é o novo single lançado pelos irlandeses do Fontaines DC. Em janeiro eles haviam lançado “Jackie Down the Line”. Ambas canções farão parte do terceiro e bastante aguardado álbum do grupo , ‘Skinty Fia’, a sair em abril.

Com cerca de cinco minutos, a nova canção começa atmosférica – com timbres de guitarra embebido em efeitos melódicos típicos do Dreampop –  e vai crescendo, crescendo e crescendo, à medida que o vocalista Grian Chatten vai desfilando versos inicialmente relacionados ao amor para em seguida falar de questões políticas, de orgulho e culpa, tendo seu país natal como tema central, com os vocais se tornando cada vez mais irados e passionais, finalizando com sangue no peito e um coração na mão.

Gravado numa igreja à luz de velas, o videoclipe (ASSISTA AO FINAL) tem direção de Sam Taylor e, assim como seu antecessor, mostra que a banda segue caprichando na produção, e utilizando fotografia de cores quentes. “I Love You” já havia sido apresentada durante alguns shows, e foi definida por Chatten como a canção “mais abertamente política” já composta pelo grupo. O vocalista também comentou sobre como a intenção inicial era escrever uma letra sobre um “tema comum” e acabou se tornando algo sobre a Irlanda:

“Eu queria escrever uma música chamada ‘I Love You’ porque pensei que era um desafio que me interessava escrever uma música sobre um assunto ostensivamente clichê e tentar torná-la interessante e minha, única. Acabou sendo outra música sobre a Irlanda, é claro. Eu meio que sinto que é em duas partes. Espiritualmente, há duas partes nisso. Estou em uma posição onde fiz uma carreira tentando me conectar e tornar a cultura e o país de onde venho e tentar expressá-los e, por sua vez, ao fazê-lo, compreendê-lo e ajudar outros as pessoas entendem isso. É isso que eu acho que estou fazendo”.

+++ LEIA TAMBÉM A RESENHA DE ‘A HERO’S DEATH’, DO FONTAINES DC

O vocalista também comentou sobre como se sente após ter se mudado da Irlanda para a Inglaterra e como isso tem se refletido nas letras das canções:

“Eu me mudei daquele país. Agora estou vivendo em um país que é responsável por muito do caos no país de onde sou, que ainda despreza esse país. Eu me sinto culpado por ter ido embora. Sinto que abandonei a Irlanda até certo ponto. Não que não possa sobreviver bem sem mim, mas sinto que tirei toda essa porcaria criativamente, e então fui embora. Eu tenho esse tipo de sentimento estranho de culpa por minha saída da Irlanda”.

‘Skinty Fia’ será lançado no dia 22 de abril pela Partisan Records.


Anteriores Adaptação do livro, 'Através da Minha Janela' é raso e esquecível
Próximo Em quinto álbum, Big Thief se credencia a melhor banda de Indie Rock da atualidade

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *