Fabio Golfetti – Songs & Visions


Foto de Fabio Golfetti para resenha de Songs & Visions

Fabio Golfetti, conhecido por seus trabalhos com a seminal Violeta de Outono e também pela participação no grupo Gong, lançou Songs & Visions, seu mais novo álbum. O disco é formado por oito temas instrumentais, e o título de algumas das canções homenageiam elementos da natureza.

Songs & Visions mistura elementos habituais do universo musical tão comum ao músico: Rock Progressivo, Psicodelia, Jazz, Ambient e Space Rock, que somados criam canções que soam como verdadeiras paisagens sonoras de climas envolventes e reservando surpresas no percurso, seja no uso dos elementos musicais agregados aos arranjos (como o sax em “Sun Song” e “Twelve Kiss”) ou nos timbres de guitarra de Golfetti, verdadeiro pesquisador sonoro de efeitos acachapantes, vide o convite à viagem de “Deep Lake” e “Dreaming”.

Dos músicos mais ativos e criativos daquela leva de bandas brasileiras surgidas nos anos 80, Fabio tem uma carreia de algumas décadas, iniciada no final da década de 70, quando então com 18 anos participou de sua primeira banda, o Lux. De lá para cá o músico não mais parou, tendo tocado ou participado de várias bandas da década de 80: Ira, Zero, Kafka, May East, Concreteness, Momento 68, Jupiter Apple, só para citar algumas. Sem esquecer de seus projetos: Invisible Opera,  Lux Æterna (com seu filho Gabriel Golfetti), o próprio Violeta de Outono e o Gong.

Usando seu próprio nome, esse é o primeiro álbum em que isso acontece. O disco foi concebido e composto entre as turnês e projetos de Gong e, conforme informa o release, é inspirado em canções e improvisações. Além de Fabio, o álbum conta com a colaboração da sessão rítmica de Stratus Luna, com Gabriel Golfetti no baixo e Giovanni Lenti na bateria, além dos músicos Gong, Ian East no sax tenor, Dave Sturt no baixo ebow, e a contribuição do percussionista João Parahyba.

+++ Leia a crítica do álbum ‘Supercarioca’, do Picassos Falsos

Pra se ter uma ideia de quão prolífico é Fabio Golfetti, só em 2021 ele participou de três álbuns: The Frame Of Life (com Renato Mello), Dream (Lux Æterna) e Seventh Brigs Return : A Tribute to Syd Barrett (com o Violeta de Outono). Embora esse último seja proveniente de uma gravação ao vivo feita em 2006.

ENTREVISTA DE FABIO GOLFETTI, EM 8 PARTES, PARA O PROGRAMA VITROLA VERDE, DE CESAR GAVIN: AQUI.


Anteriores Filme sobre a cena novaiorquina de 00 estreia no Sundance Festival
Próximo Warpaint anuncia álbum e apresenta "Champion"; Ouça

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *