HOLLY MIRANDA – Mutual Horse (2018)


“Voz, melodia, arranjos e letras formando um conjunto correto e bem feito para uma cantora em constante ascensão”

Numa recente entrevista ao site da Billboard, a cantora americana Holly Miranda disse que ‘Mutual Horse’ era um de seus trabalhos mais alegres e divertidos, entretanto, algumas canções ainda seriam difíceis de serem executadas ao vivo. A artista conclui a entrevista considerando tudo como uma espécie de jornada. Jornadas, na minha opinião, sempre acrescentam na experiência do artista, costumam amadurecê-lo ainda mais. Se bem que desde o segundo e bom álbum, ‘The Magician’s Private Library’ (2010), a cantora já mostrava segurança e maturidade típicas de cantoras mais experientes no cenário.

Holly Miranda sempre conviveu com música. Aprendeu piano aos seis anos de idade, aos 14, já tocava guitarra. No início, participou de bandas como o The Jealous Girlfriends. Partir então para a carreira solo foi tranquilo, um tanto quanto pela bagagem da moça e também apadrinhada por Kip Malone (do Tv On The Radio) a tarefa não seria complicada. E não foi. A cantora teve boa recepção de público e crítica.

Com visíveis influências tanto de cantoras mais antigas (Nina Simone) quanto novas (Mazzy Star), Holly percorre um caminho certeiro.

Não só aprimorando sua voz e as melodias que cria, mas apurando seu ouvido para arranjos que são preenchidos sabiamente com sopros, pianos e violinos (‘Golden Spiral’ e ‘Towers’ são belos exemplos). Partindo de um pop-rock furioso (‘Mr. Fongs’) ou então um pop mais ensolarado (‘On The Radio’), quase se aproximando de um Blues (‘Let Her Go’) e trafegando sem culpa num simples porém cativante folk (‘Sing Like My Life’), a cantora revolve os sentidos do ouvinte e entrega um disco multifacetado e convidativo a várias audições.

Um dos mais belos momentos do álbum, ‘Exquisite’, tem a colaboração de Kyp Malone, e é um dueto matador de ficar ecoando na mente por dias. Não é a toa que a dupla já havia feito lá em 2010 uma canção espetacular como ‘Slow Burn Treason’, portanto aqui não seria diferente. Importante é manter uma fórmula de sucesso. ‘When Your Lonely Heart Breaks’ vem com uma percussão contagiante e traz uma guitarra dedilhada em perfeita sintonia com a canção.

Vale lembrar que esse trabalho é um tanto quanto delicado para Holly Miranda. Ela havia perdido sua mãe, Gina (que dá nome a uma das músicas do álbum), um pouco antes do lançamento do álbum. Com o coração apertado, certamente, mas sem perder talento, colocando música como alento, entregando a alma para mais um momento de sua discografia, a americana dá voz, cordas e letras para mais uma vez música confortar nossos sentidos.

:: NOTA: 7,5:

:::

:: FAIXAS:
01 – Wherever You Are
02 – Golden Spiral
03 – To Be Loved
04 – On The Radio
05 – All Of The Way
06 – Towers
07 – Exquisite (feat. Kyp Malone)
08 – Mr. Fong’s (feat. Shara Nova)
09 – Do You Recall
10 – Let Her Go
11 – When Your Lonely Heart Breaks
12 – Sing Like My Life
13 – Gina
14 – Mt. Hood

:::

:: Mais Informações:
Bandcamp
Gravadora
Site oficial
Twitter

:: Assista ao vídeo oficial de ‘Exquisite’:

Anteriores Winter anuncia álbum :: Assista vídeo de "High School"
Próximo PREACHER (Preacher, 2016 )

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *