NOEL GALLAGHER’S HIGH FLYING BYRDS – Who Built The Moon? (2017)


‘Chega a hora que músicos precisam fazer apenas a boa música, isso vale mais do que polemizar e criar intrigas’.

Dentro do Oasis, Noel Gallagher nunca teve o mesmo brilho ou reconhecimento do irmão, Liam. Enquanto o vocalista estava nos holofotes, Noel seguia um tanto quanto discreto, mesmo desempenhando sua função de guitarrista e compositor da forma mais competente possível. Cheguei a ter uns cinco amigos comentando que só depois de uns três discos do Oasis descobriram que Noel era um dos Gallagher e que tinha também extrema importância na banda inglesa. Não é à toa que algumas das mais famosas e bonitas canções do Oasis são cantadas pelo irmão guitarrista: ‘Supersonic’, ‘The Masterplan’ e ‘Champagne Supernova’. Não só na empunhadura da guitarra, mas o lirismo e a poesia também faziam parte do músico.

No site El País, Noel cita que fez a letra de dezesseis canções. No próprio site, numa entrevista polêmica, carregada de ironia, de desabafos (por que não?), o inglês cita o pai violento e a idiotice do irmão. De relações cortadas com o irmão e não pensando numa breve reconciliação, sente-se bem hoje em carreira solo. Essa briga já era comum dentro da banda antiga. Comentários onde cada um falava mal do outro, declarações furiosas e até a saída de um ou de outro durante algum show. Sempre penso que essas brigas dentro do meio musical aconteceram mais para alavancar o sucesso e a vendagem de discos. Tal forma também penso em relação da rusga entre o Oasis e Blur. Entretanto, vindo do forte temperamento, do ego inflado e da idiossincrasia densa de Liam e Noel, nada era programado, os dois irmãos são aquelas pessoas difíceis de lidar e que realmente não mudam de opiniões com o passar do tempo.

Em contrapartida, há algo a acrescentar: talento. Essa é uma característica que por vezes sobressai em todos os erros, lacunas e falhas que temos. Noel sempre teve talento, desde o primeiro disco do Oasis. Com certeza essa ida a carreira solo lhe fez bem, foi necessária. Também não é tolo, estuda música, ouviu discos quando novo, estudou os gêneros, mesmo com sua formação 90% rock’n’roll. Conhece os músicos que o rondam, tanto que em ‘Who Built The Moon’, chegou a ter participação de vinte artistas, entre eles Johnny Marr que toca harmônica em ‘If Love Is the Law’ (veja o link do Wikipedia que deixo logo abaixo nas informações).

Esse é um disco com sua verve roqueira no talo, mas que não deixa de ter pianos, órgão, teclado, sopros, violoncelo e trompete acrescentando bastante conteúdo nas faixas e oferecendo uma gama de opções sonoras.

Interessante em seu projeto musical é que Noel se solta, não está carrancudo, sai do isolamento que tinha no Oasis. Agora, ele é o líder, e dessa forma, faz um álbum bem pautado no rock, capitaneando algumas décadas e comandando um grupo de bons músicos, alguns que foram convidados e que trazem um espírito musical ao álbum. Um bom exemplo é ‘It’s A Beautiful World’ com a participação da cantora francesa Charlotte Marionneau (do grupo Le Volume Courbe). Canção essa, inclusive, que é uma das minhas preferidas de ‘Who Built The Moon?’. A começar pelo petardo sonoro de abertura, ‘Fort Knox’, que vem como um soco no estômago, o músico faz um álbum alegre, pra cima, sem muito espaço pra melancolia, e nem o clima mais tranquilo da instrumental ‘Interlude (Wednesday Part 1)’ consegue demonstrar isso.

Noel tenta se esquivar de seu passado, apesar de que algumas canções ainda carreguem associação com o Oasis (‘She Taught Me How To Fly’) e claro, tragam a herança dos Beatles que ainda é bem visível para o artista (‘Be Careful What You Wish For’ que é bastante inspirada na melodia de ‘Come Together’ feita pelo quarteto de Liverpool em 1969). Entretanto, o artista manda bem ao fazer um disco bem rock, mas com suas variações. Talvez ainda pese a briga com seu irmão, tanto que em ‘Black & White Sunshine’, com sua bela guitarra, ele canta: ‘You got the nerve, I got the brain’. Seria uma alusão ao Liam? Não sabemos, mas vale ressaltar a importância do músico, do seu talento e do que pode aparecer no futuro. As brigas continuarão, as polêmicas virão, mas, meninos, façam música, vocês sabem e gostam disso, continuem apenas fazendo boa música.

Discos anteriores:
Noel Gallagher’s High Flying Birds (2011) e Chasing Yesterday (2015)

:: NOTA: 7,5

:: FAIXAS:
01. Fort Knox
02. Holy Mountain
03. Keep on Reaching
04. It’s a Beautiful World
05. She Taught Me How to Fly
06. Be Careful What You Wish For
07. Black & White Sunshine
08. Interlude (Wednesday Pt. 1)
09. If Love Is the Law
10. The Man Who Built the Moon
11. End Credits (Wednesday Pt. 2)

 

:: MAIS INFORMAÇÕES:
Facebook
Site oficial
Twitter
Wikipedia

:: Assista abaixo ao vídeo de ‘Holy Mountain’:

Anteriores WILLIAM PATRICK CORGAN - Ogilala (2017)
Próximo Assista ao videoclip de 'Antifa', do Ministry

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado.