SHOEGAZER ALIVE #24 | DoZzz, Corea Blue, Ancient Channels, Elysium On 37th e Owl’s Clover


DoZzz

Este ano os asiáticos estão com tudo quando se trata de Shoegaze. No começo de setembro os chineses (de Taiwan) do DoZzz lançaram um álbum espetacular, recomendado nesta edição da coluna. Além desta dica, Shoegazer Alive também indica o Shoegaze/Dreampop/Post-tudo cativante do Elysium on 37th, o Bedroom Gaze do Corea Blue, o Noise suave do Owl’s Clover e o ótimo Shoegaze com tinturas Post-Punk do Ancient Channels. Confiram!

COLUNAS ANTERIORES: SHOEGAZER ALIVE


DOZZZ | Passage (2020)


Aqui vai uma dose de ousadia: Passage, da banda DoZzz (foto de destaque), de Taiwan, é o disco que se encaixaria perfeitamente entre Isn’t Anything e Loveless na discografia do My Bloody Valentine. Todos os elementos pouco usuais na construção de uma música que tornaram os irlandeses famosos estão aqui e ainda mais radicais em algumas canções. Mas talvez esteja sendo pouco ousado, então serei mais: poderia ser o disco anterior ao Isn’t Anything na discografia do MBV, que foi se diluindo em sua radicalidade para chegar ao primeiro disco oficial da banda de Kevin Shields – assim como aconteceu do primeiro para o segundo (não dá para discutir que Loveless é um disco bem mais “normal” que seu antecessor). Até agora é o melhor disco de Shoegaze de 2020.


COREA BLUE | December Forever (2020)

Anotem esse nome: Samuel Kang. É o músico por trás do Corea Blue, que faz, como podemos dizer, um Bedroom Gaze (ou Bedroom Dreamy), com arranjos muitas vezes simples, porém inusitados, feitos entre as quatro paredes de seu quarto. Diferentemente do que o nome sugere, ele está baseado em Cathedral City, Califórnia. December Forever foi lançado em 1º de setembro passado, e no Bandcamp do artista há uma série de trabalhos anteriores, todos de ótima qualidade.


ANCIENT CHANNELS | Moments In Ruin (2020)

Shoegaze no limite do Post-Punk ou Post-Punk no limite do Shoegaze, não importa. A mistura que os australianos do Ancient Channels fizeram dos estilos em seu álbum Moments In Ruin é memorável e agradará tanto shoegazers quanto post-punkers. O disco foi lançado no dia 28 de agosto e é daqueles que se ouve da primeira a última música com toda a atenção.


ELYSIUM ON 37TH | Metroscarletcrush (2020)

Banda estabelecida em Richmond, na Virgínia, o Elysium on 37th é daquelas bandas inclassificáveis, que coloca em seu repertório desde Shoegaze até Alt-Folk, de Dreampop a Post-Rock. Apesar de soar atual, o álbum-demo Metroscarletcrush foi gravado em 1997 e nunca lançado. A versão no Bandcamp, com data de 04 de setembro, foi remasterizada a partir de uma fita cassete original. Mas a qualidade de som é muito boa.


OWL’S CLOVER | Buho (2020)

Dois locais podem ser considerados as mecas atuais do Shoegaze americano: Califórnia e Texas. Dezenas de bandas aparecem todos os dias nos dois estados, sendo que o Owl’s Clover é uma das texanas mais promissoras. Está baseada em Laredo e faz um Shoegaze com belíssimos arranjos e vocais suaves característicos das melhores bandas do estilo. Grande disco, lançado em 8 de agosto.


 

Anteriores The Replacements ganhará filme baseado no livro 'Trouble Boys'
Próximo PSICODELIA MUSICAL #10

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *