STUART A. STAPLES – Arrhythmia (2018)


“Uma das grandes vozes desse século em mais um trabalho solo interessante”

Com experiência e garantia de seu talento, foi em 2006 que Stuart A. Staples lançou seu primeiro disco solo, ‘Leaving Songs’ (2006). Conhecido por ser a voz e o líder de uma das bandas inglesas mais famosas dos últimos 30 anos, o Tindersticks. Sua voz rouca sempre inconfundível e que lembra bastante gênios como Leonard Cohen e Tom Waits. Não bastasse isso, um poeta da era moderna. Um músico que fala da rotina da vida, dos problemas das grandes cidades, de romances e paixões (que terminam bem ou não). A melancolia, poesia e a delicadeza ficam intactas com Stuart. ‘Arrhythmia’ se esquiva um tanto da proposta do Tindersticks de soar para um caminho mais Rock e Chamber Pop (‘Step Into The Grey’ é a que mais lembra a banda de Stuart). Em seu trabalho solo, Staples opta pelo caminho clássico e até mesmo jazzístico. Em apenas quatro faixas bem extensas, o músico cria panoramas sonoros típicos de filmes. Claro que aqui vale a própria história do Tindersticks que nos últimos anos tem criado muitas trilhas sonoras para o cinema. Fácil pensar no etéreo e no onírico. O ouvinte imagina estar diante de uma exposição de pinturas contemplando vários quadros, sobretudo na última faixa de 30 minutos que tem apenas instrumental, dividida em várias texturas (e com um dos títulos mais interessantes de 2018, ‘Music For A Year In Small Paintings’). Por vezes a sonoridade tranquila pode ser interrompida por uma guitarra que aparece abruptamente (‘A New Real’). Não se preocupe. Stuart A. Staples sabe o que está fazendo e tem a maestria para conduzir tudo isso.

:: NOTA: 7,5

:: FAIXAS:
01 – A New Real
02 – Memories Of Love
03 – Step Into The Grey
04 – Music For A Year In Small Paintings
::
::
::
::
::
::
::
::

:: Mais Informações:
Allmusic
Gravadora City Slang
Twitter

:: Assista abaixo ao vídeo de “A New Real”:

Previous AS IRADAS AVENTURAS DE CAPTAIN SPIRIT (The Awesome Adventures Of Captain Spirit, 2018)
Next GIRLS NAMES – Stains On Silence (2018)

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO